Digitalização proporciona novas oportunidades no setor da construção

0
48
“Entrar no mundo digital tem sido bastante interessante e inspirador”, afirma o gerente de estratégia da BASF, Giancarlo Tomazim | Foto: divulgação

*Por Giancarlo Tomazim

Falar em digitalização nas companhias sempre envolve uma mudança importante de práticas, de mentalidade e a busca por projetos inovadores, disruptivos. Na indústria da construção, que no Brasil é bastante tradicional em seus métodos de atuação, não poderia ser diferente.

Por isso, a experiência no grupo Rede Construção Digital, organizado pelo EnRedes, tem sido bastante intensa para a BASF, empresa que tem na inovação um dos seus pilares. A companhia sempre busca novos materiais, novas abordagens para melhorar o desempenho, produtividade, sustentabilidade de suas soluções. Mas entrar no mundo digital tem sido bastante interessante e inspirador.

O grupo, que reúne grandes empresas que atuam na cadeia da construção, tem o objetivo de provocar uma nova forma de atuação, promovendo a cultura de inovação tecnológica e a digitalização do setor. Pesquisa de projetos de BIM (Modelo da Informação da Construção), big data, marketing digital, Internet das Coisas (IOT), Inteligência Artificial, Realidade Aumentada e Realidade Virtual, impressão 3D e drones já estão em andamento, assim como a criação de novas formas de relacionamento com startups.

Apesar da BASF já ter certa experiência, com a digitalização da CasaE, sua casa de ecoeficiência, que utiliza várias das tecnologias citadas acima, o contato com o grupo e com projetos que envolveram startups, abriram novas frentes de atuação, possibilidades de conexão e renderam alguns projetos que já saíram do papel. Acaba de ser lançada, por exemplo, a biblioteca BIM da Suvinil, a primeira do segmento de tintas imobiliárias com entrada na plataforma na América do Sul. Esse é um passo importante, porque a ferramenta ajuda os profissionais da construção na tomada de decisões, além de proporcionar redução de custos e recursos.

Outro projeto recente envolve a jornada do consumidor, com um sistema de autoatendimento imersivo com navegação por realidade virtual, também da Suvinil. A tecnologia, lançada em formato experimental, propõe levar o consumidor virtualmente a experiências que contribuem para que a escolha de cores e produtos seja mais fácil e rápida.

E assim o grupo vai se fortalecendo, criando novas conexões de informações, tecnologias, empresas e pessoas, e contribuindo para uma efetiva transformação digital para impulsionar o setor e toda a sua cadeia produtiva.

*Giancarlo Tomazim é gerente de estratégia do time de indústria de construção civil para a América do Sul da BASF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here