Luiz Marinho é considerado inocente em acusação sobre o Museu do Trabalhador

Decisão é da Justiça Federal | Foto: Raquel Toth

A Justiça Federal inocentou o ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), das acusações de fraude no processo licitatório para a construção do Museu do Trabalhador.

A decisão foi proferida ontem (17) pelo juiz federal Leonardo Henrique Soares, da 3ª vara da cidade. Outros 15 acusados foram absolvidos.

Foram condenados apenas os réus Antonio Célio Gomes de Andrade e Élvio José Marussi, que não faziam parte da administração municipal. Eles foram condenados por falsidade ideológica por ilegalidades verificadas em uma das construtoras que participaram do certame.

Gomes terá de cumprir 14 de anos de cadeia e Marussi 10 anos e 6 meses – os dois também deverão arcar com multas. Ainda cabe recurso aos dois. As informações são do jornal o Estado de S. Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here