USCS está na fase final de recrutamento para a CoronaVac

Profissionais da Saúde interessados em participar como voluntários podem se candidatar até 30 de setembro | Foto: Gov. do Estado de São Paulo

A Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) entra na fase final de recrutamento para os testes com a CoronaVac, a vacina contra o novo coronavírus. Profissionais da Saúde interessados em participar como voluntários podem se candidatar somente até 30 de setembro. A pesquisa é fruto de convênio inédito entre o Instituto Butantan e a farmacêutica Sinovac Life Science, do grupo Sinovac Biotech, e prevê a produção e testes da vacina contra a Covid-19 – uma das mais promissoras em todo o mundo e que tem a USCS como um dos centros de pesquisa credenciados.

O estudo encontra-se na fase final e prevê a testagem total de 9 mil profissionais da Saúde que trabalham no atendimento a pacientes com Covid-19. Os voluntários devem ter mais de 18 anos e não podem ter sido infectados pelo novo coronavírus, tampouco participar de outros estudos.

De acordo com o médico infectologista e professor da USCS, Fábio Leal, houve nenhum efeito colateral importante nos profissionais imunizados com a CoronaVac. “Já vacinamos centenas de voluntários e estamos na fase final do recrutamento. A adesão dos profissionais que atuam na assistência na região do ABC tem sido muito boa e estamos confiantes de que atingiremos nossa meta para a adequada análise dos resultados”, informa.

Interessados em participar como voluntários dos testes com a CoronaVac podem obter mais informações e se inscrever no site https://coronauscs.org.

Apoio da FUABC
Desde meados de agosto, a Universidade Municipal de São Caetano do Sul conta com a parceria da Fundação do ABC para divulgação dos testes com a vacina. A FUABC está entre as maiores empregadoras do País na área da Saúde, com 25 mil funcionários diretos – grande parte na linha de frente do combate à Covid-19.

A entidade foi escolhida pela USCS justamente pelo grande número de colaboradores que atuam na assistência e pelos diversos serviços de saúde que administra. Hoje está à frente de várias unidades públicas, entre as quais 16 hospitais, quatro Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs), do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC e da Central de Convênios, que gerencia dezenas de unidades na Atenção Básica, rede de Urgência e Emergência, Saúde Mental, entre outras.

Acordo internacional
Em 11 de junho, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a parceria entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac Life Science para testes clínicos e produção de vacina CoronaVac, em estágio avançado de desenvolvimento. O acordo prevê testagem em cerca de 9 mil voluntários no Brasil e fornecimento de doses até junho de 2021, caso a imunização se prove eficaz e segura.

Se a vacina for aprovada, Sinovac e Butantan vão firmar acordo de transferência de tecnologia para produção em escala industrial e fornecimento gratuito à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

A fase 1 (inicial) consistiu em testes preliminares realizados na China, em adultos, que foram monitorados de perto para avaliar segurança. A fase 2 (ampliada), também em território chinês, contou com 600 voluntários e testou a segurança de forma mais detalhada, assim como a resposta imune dos participantes. A fase 3 (final) é a atual, em que a USCS participa como Centro de Pesquisa parceiro do Instituto Butantan para testagem de voluntários, a fim de verificar a segurança e a eficácia da vacina na proteção contra a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here