Dor na coluna pode ser hérnia de disco

Dor nas costas, sensação de queimação ou dormência, dificuldade para locomover-se e até mesmo para trabalhar, são alguns dos principais sintomas e consequências da temida hérnia de disco, segundo o fisioterapeuta Bernardo Sampaio, que é diretor clínico das unidades de Guarulhos do ITC Vertebral e do Instituto Trata. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o problema atinge cerca de 5,4 milhões de brasileiros.

Sampaio explica que esse problema é mais comum nas regiões lombar e cervical, por serem áreas mais expostas ao movimento e que suportam mais carga. “Quando é colocado pressão ou estresse na coluna, o anel externo do disco pode inchar, rachar ou rasgar. Se isso ocorrer na região lombar, a protusão do disco pode empurrar a raiz do nervoso espinhal próxima, o resultado são dores agudas nas nádegas e nas pernas”, explica.

Por outro lado, muitas pessoas podem ser diagnosticadas com hérnia disco mesmo sem os sintomas e a intensidade da dor, varia de caso a caso. “Na maioria deles, os sintomas melhoram naturalmente com três meses, mas podem ser auxiliados com tratamentos clínicos e fisioterapêuticos”. No entanto, o especialista orienta que mesmo assintomático, o ideal é realizar um programa de tratamento voltado para a funcionalidade normal da coluna e para o seu fortalecimento.

O diagnóstico pode ser feito clinicamente, levando-se em conta o histórico do paciente, as características dos sintomas e o resultado do exame físico realizado durante a avaliação. Exames como raio-X, tomografia e ressonância magnética ajudam a determinar o tamanho da lesão e localizar em que região exata da coluna está o machucado, mas eles não são decisivos para a tomada de conduta.

Mudanças no estilo de vida são indispensáveis para evitar o surgimento da hérnia de disco. Bernardo orienta que seus pacientes evitem carregar excesso de peso no cotidiano ou no trabalho, que pratiquem atividades físicas sob orientação profissional para fortalecer a musculatura de sustentação da coluna, tornando-a mais resistente aos possíveis impactos e sugere que mantenham uma dieta saudável, para controlar o peso corporal e prevenir que a coluna sofra com as sobrecargas. Tudo isso pode ajudar a manter a saúde da coluna em dia.

“O período de recuperação total é individual, ou seja, cada paciente evolui de acordo com suas condições, não existe um período padrão. Esse processo também vai depender do quadro da hérnia de disco submetido ao tratamento e do comportamento do paciente em obediência às orientações médicas”, finaliza Sampaio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here