Guarujá terá duas áreas de proteção ambiental

Praia do Tombo, no Guarujá. Governo e sociedade civil apostam no desenvolvimento sustentável, para atrair visitantes | Foto: reprodução

Guarujá tem o turismo como vocação natural e cultural. Entre as iniciativas executadas em 2020, destaca-se o Projeto APA Serra do Guararu (Área de Proteção Ambiental), implementada com sucesso, sob gestão participativa da sociedade civil organizada. Com suporte técnico do Instituto de Pesquisas Tecnológicas da Universidade de São Paulo (IPT/USP), nesta última quarta-feira (24), foi realizada mais uma audiência pública para tratar da criação da APA Serra de São Amaro, no Guarujá.

O Secretário de Turismo, Fábio Santos, destacou que “são iniciativas integradas a um amplo programa de melhoria da qualidade de vida da população residente e visitante”.

Com a implementação da segunda APA, Guarujá passará ocupar uma posição de liderança no ranking dos destinos turísticos brasileiros que mais protegem o meio ambiente. Ou seja: cerca de 50% da área territorial do município.

Para a presidente do Visite Guarujá – Convention and Visitors Bureau, Maria Laudenir de Oliveira, a Lau, “as duas APAs permitem criar o corredor ecoturístico de Guarujá, que dará mais visibilidade para as belezas naturais e culturais existentes na ilha, emolduradas por 27 lindas praias”, comemora.

Entre as praias mencionadas, cabe destacar a Praia do Tombo, que conquistou pela 11ª vez consecutiva a Bandeira Azul e segue sendo a única praia do estado de São Paulo a obter esse reconhecimento. Ou seja: selo internacional que certifica praias e marinas que cumprem critérios como qualidade da água, segurança, execução de projetos de educação e gestão ambiental, entre outros. São 34 exigências ao todo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here