“Junho Violeta” alerta sobre o ceratocone

Um dos hábitos mais nocivos é coçar os olhos. Esse ato pode servir como um gatilho para o desenvolvimento e também para a progressão do ceratocone | Foto: Freepik

Muitas doenças oculares surgem em decorrência do envelhecimento, mas algumas delas aparecem bem cedo, como é o caso do ceratocone. Esse distúrbio provoca uma mudança na estrutura da córnea, que fica em formato de cone, alterando a capacidade visual. Em 2018, foi criado a campanha “Junho Violeta”, como forma de chamar a atenção sobre a doença.

O oftalmologista do Hospital Cema, Márcio Siqueira, comenta a patologia. “É uma enfermidade genética, que se desenvolve na adolescência. Pelo fato de provocar perda progressiva da visão em uma idade de desenvolvimento é tão perigosa”, destaca Siqueira.
Como não é possível influenciar a genética, o especialista comenta que o alertar é sobre os hábitos que podem piorar a doença, causando complicações como perda da visão.

Segundo ele, um dos hábitos mais nocivos é coçar os olhos. Esse ato pode servir como um gatilho para o desenvolvimento e também para a progressão do ceratocone.

Alergias e exposição solar são igualmente perigosas. “Todas as alergias que levam ao aumento no ato de coçar os olhos promovem a piora da doença, como é o caso da conjuntivite alérgica, rinite, asma e dermatites”, explica Siqueira. Alguns medicamentos muito utilizados no Brasil também podem agravar o problema, principalmente aqueles que influenciam na superfície ocular e causam alterações, como olhos secos.

O tratamento da doença baseia-se na estabilização do quadro e diminuição do ceratocone. Para estabilização, o principal procedimento é o crosslinking, técnica que utiliza radiação ultravioleta, associada a uma substância chamada riboflavina, que aumenta a rigidez da córnea, fortalecendo as fibras que sustentam a córnea. Para diminuição do quadro, é utilizado o anel intracorneano, em casos iniciais e moderados, e transplante de córnea, nos casos avançados. O ceratocone, quando não tratado, pode provocar perda da visão, por isso, é essencial a conscientização e o correto tratamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here