Consórcios mantém crescimento no primeiro mês do ano

0
5
As vendas de novas cotas do sistema de consórcio cresceram 1,3%, passando de 199 mil (janeiro/2015) para 201,5 mil (janeiro/2016). O total de participantes também apresentou alta de 1,1%, ao atingir 7,18 milhões contra 7,10 milhões, nos mesmos meses. As contemplações, momento em que os consorciados podem concretizar seus objetivos de adquirir veículos automotores, imóveis, eletroeletrônicos ou contratar serviços, apontaram estabilidade, ficando pouco acima das 118 mil.
Segundo o presidente da ABAC, Paulo Rossi, o crescimento é “resultado da sequência de atitudes maduras dos consumidores” | Foto: reprodução
O volume de créditos comercializados decorrentes da entrada de novos consorciados registrou crescimento de 9,7%, com R$ 7,66 bilhões em janeiro de 2016 sobre R$ 6,98 bilhões no mesmo período do ano passado. A relação evidenciou aumento de 8,3% na média dos tíquetes de todos os setores, que saltou de R$ 35,1 mil para R$ 38 mil. Também nos créditos disponibilizados, houve alta de 2% ao chegar a R$ 3,53 bilhões (janeiro/2016) sobre R$ 3,46 bilhões (janeiro/2015). 

Para Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), “o crescimento das adesões com consequente aumento do volume de negócios e ampliação do total de participantes ativos foi resultado da sequência de atitudes maduras dos consumidores. Com comportamento apoiado nos princípios da educação financeira, eles têm aderido conscientemente aos consórcios por se tratar de uma espécie de poupança com objetivo definido, que propicia construção de patrimônio pessoal, familiar ou empresarial. Como vivenciamos um momento de anormalidade na economia, há necessidade do controle permanente dos orçamentos individuais, familiares e até empresariais, razão pela qual os consórcios tornam-se adequados aos que praticam o consumo responsável”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here