Minha Casa Minha Vida é responsável por 75% dos lançamentos de imóveis no País

0
21
Programa habitacional tem a maior fatia de lançamentos dos últimos 12 meses | Foto: AgBr

Em um período marcado por crise, as construções do programa habitacional Minha Casa Minha Vida ganham cada vez mais destaque no mercado nacional de imóveis. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Incorporadoras (Abrainc) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), só nos últimos 12 meses, o programa foi o responsável por 75% dos lançamentos de imóveis no país.

De acordo com a Associação das Construtoras e Incorporadoras do Grande ABC (Acigabc), a gestão do governo do prefeito Paulo Serra (PSDB) em Santo André, no ABC paulista, pretende aumentar ainda mais os incentivos da iniciativa privada para trabalhar com o MCMV, prometendo apresentar um projeto de revisão da Lei de Habitação de Interesse Social à Câmara. Se a revisão for aprovada, algumas taxas terão isenções de cobrança para o setor privado.

O diretor comercial da Rochefort, Jorge Felício, revela que a incorporadora se lançou como pioneira na região do Grande ABC em projetos na Faixa do 1,5 do Minha Casa Minha Vida e comenta que o crescimento de lançamentos e de incentivos para a iniciativa privada têm um grande impacto social.

“Só em Santo André o déficit habitacional é estimado em 32 mil imóveis então diversas famílias se beneficiam com mais investimentos no programa. Na faixa do 1,5 com a qual trabalho, o governo oferece bastante subsídio ao comprador, como por exemplo, juros mais baixos e até R$46 mil de financiamento”, afirma. “O problema é que hoje poucas empresas do setor de construção trabalham a faixa 1,5 porque a margem de lucro é menor do que em outros projetos, então a revisão da Lei de Habitação de Interesse Social é muito importante, ” finaliza o diretor.

Médio e alto padrão de olho no setor

Mesmo as incorporadoras que sempre atuaram com empreendimentos de médio e alto padrão já reconhecem a importância do Minha Casa Minha Vida, como é o caso da incorporadora de Santo André Braido Ceceli, que passa a trabalhar com o projeto este ano. “Percebendo o crescimento do setor e o seu impacto social positivo, resolvemos investir nesse mercado, diferente daquele com o qual já estávamos acostumados. Essa notícia do MCMV ser responsável pela maior parte dos lançamentos do último ano só reforça a perspectiva de que o investimento é um passo acertado, ” comenta o diretor da incorporadora Amauri Ceceli.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here