Novo capítulo sobre o caso Ford: Ministério Público do Trabalho se manifesta

0
70
Foto: Divulgação

O Ministério Público do Trabalho (MPT) divulgou comunicado à imprensa sobre o possível fechamento da fábrica da montado Ford em São Bernardo do Campo e a consequente demissão de cerca de 3 mil trabalhadores. O órgão prega que as Convenções Internacionais sejam respeitadas. “O MPT adotará todas as medidas para propiciar a busca de meios alternativos às demissões em massa”, informa o documento. Confira a íntegra da nota abaixo:

“Sobre a decisão da Ford Motor Company Brasil Ltda de encerrar as operações de manufatura da unidade de produção de caminhões (modelos cargo, F-4000 e F-350) e veículos leves (Ford Fiesta) no município de São Bernardo do Campo e consequente dispensa de trabalhadores, o Ministério Público do Trabalho informa que abriu procedimento para assegurar o respeito às Convenções Internacionais que tratam da dispensa dos cerca de  3.000 (três mil) empregados diretos e cerca de 24.000 (vinte e quatro mil) empregos indiretos (fonte: imprensa nacional). A convenção prevê a nulidade de qualquer forma de dispensa coletiva de forma unilateral, sem a prévia negociação com o sindicato profissional, bem como a garantia de todos os direitos previstos na Constituição, na Leis Trabalhistas e nas Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho.

Desta forma, o MPT adotará todas as medidas para propiciar a busca de meios alternativos às demissões em massa, bem como o direito à informação, transparência e participação dos trabalhadores, inclusive por meio da representação profissional, conforme preveem as Convenções Internacionais e reiterado na 2ª Jornada de Direito Material e Processual do Trabalho, em virtude da elevada gravidade e da ampla repercussão da decisão de encerrar as atividades, com severas consequências para os trabalhadores, familiares, fornecedores, Município e toda a comunidade afetada”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here