Pesquisa mostra impacto da pandemia nas escolhas das marcas no Brasil

Com a pandemia houve maior consumo de marcas locais e de produtos para o cuidado com o lar | Foto: Freepik

Realizado há 8 anos consecutivos, o ranking Brand Footprint, da Kantar – líder global em dados, insights e consultoria – acaba de divulgar as marcas mais escolhidas pelos consumidores no Brasil em 2019. Além disso, foi feita uma análise especial sobre o impacto da Covid-19 nesse universo, entre janeiro e abril de 2020.

No ano passado, Coca-Cola, Ypê, Italac, Colgate e Tang, nessa ordem, foram as marcas mais escolhidas pelos brasileiros. Foram analisadas mais de 290 marcas no Brasil em 2019, sendo que 86% das Top 50 mudaram de posição no ranking, com destaque para a Oral-B, que ganhou 22 lugares e entrou no Top 50 pela primeira vez, além de Aurora, Quero e Bombril, que subiram 7, 6 e 5 posições, respectivamente.

No que se refere à penetração, o levantamento também concluiu que a marca de sucos Del Valle foi a que mais conquistou novos lares compradores em 2019, (+6,2 pontos percentuais de penetração), o que representa mais de 3,4 milhões de novos compradores, seguida pela Skala (+3,3 milhões de novos lares) e Visconti (+3,1 milhões novos lares).

Entre as cestas, Nissin foi a marca mais escolhida na de Alimentos, enquanto Coca-Cola é a líder entre as Bebidas, Italac entre Lácteos e Substitutos, Ypê para Cuidados com o Lar e Colgate para Cuidados Pessoais.

Em comparação com 2018, o brasileiro aumentou em 4% o valor gasto com compras de bens de consumo massivo, especialmente nos lares com um ou duas pessoas (+6%), monoparentais (+6%) e formados por donas de casa com mais de 50 anos (+5%). Entre os canais de compra, destaque para atacarejos, com crescimento em valor de 12%, e farmácias e drogarias, com 6%.

Reflexo da Covid-19 na escolha das marcas

De janeiro a abril de 2020, quando o mundo já convivia com o impacto da pandemia, 49% das marcas cresceram em Consumer Reach Point (CRP) no Brasil. Nesse contexto, as marcas locais ganharam ainda mais relevância, representando mais de 65% do mercado em valor, contra 64% no mesmo período do ano anterior. Considerando as cestas, Alimentos, Lácteos e Cuidados com o Lar são onde as marcas locais têm mais força, com presença de 84%, 78% e 75%, respectivamente.

Como era de se esperar, com as rigorosas recomendações em relação à higiene no combate ao novo coronavírus, os gastos com as cestas de Cuidados com o Lar e Cuidados Pessoais cresceram no curto prazo. Os brasileiros gastaram até 11% mais adquirindo produtos da primeira cesta e até 5% mais em relação à segunda. Nesse novo cenário, Tixan, Ypê e Limpol são as Top 3 marcas na preferência nacional para limpeza da casa, enquanto Lux, Close Up e Skala são as mais escolhidas para cuidados pessoais. Entre os produtos, cloro (+52%), esponja de aço (+44%), papel higiênico (+25%) e absorvente higiênico (+12%) registraram os maiores crescimentos em valor.

Ainda considerando as cestas, Aurora, Perdigão e Sadia foram as líderes nas escolhas de Alimentos dos brasileiros nos quatro primeiros meses no ano. Quando o tema é Bebida, Sukita foi a que mais cresceu, depois Coca-Cola e Heineken. Entre os lácteos, o top 3 fica com Piracanjuba, Vigor e Danone, nessa ordem. De forma geral, o Top 10 de marcas que mais ganharam penetração entre janeiro e abril de 2020 no País é composto por Aurora, Lux, Perdigão, Tixan, Piracanjuba, Sadia, Pullman, Parmalat, Gallo e Alto Alegre, nessa ordem.

Segundo o estudo, casais com crianças pequenas, lares monoparentais e com crianças de até 12 anos, além da Classe C, foram os grupos que mais aumentaram seus gastos em valor com Fast Moving Consumer Goods (FMCG), se comparados os índices de janeiro a abril de 2020 com o mesmo período de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here