Produção industrial sobe para 42,2 pontos

Nesta quinta-feira (17), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou a pesquisa Sondagem Industrial com dados de fevereiro. A evolução da produção passou de 39,7 pontos para 42,2 pontos. Outro indicador, que mede a evolução do número de empregados, passou de 41,4 pontos para 42,8 pontos. Pelos critérios da CNI, os índices variam de zero a 100 pontos, valores abaixo de 50 pontos indicam retração da atividade e do emprego. 
A pesquisa Sondagem Industrial foi realizada com 2.391 empresas | Foto: David Alves/Palácio Piratini
Em fevereiro, a indústria operou, em média, com 62% da capacidade instalada e se manteve no piso da série histórica. Na comparação com fevereiro de 2015, o percentual foi quatro pontos a menos, segundo a CNI. Os dados indicam, também, que os estoques permaneceram no nível planejado, cujo índice foi de 49,7 pontos, em torno da linha de 50 pontos.
Queda no pessimismo

Houve redução no pessimismo. O índice de expectativa de demanda subiu de 45,6 pontos para 46,9 pontos no período, o de compras de matérias-primas foi de 43,6 pontos para 45,2 pontos. As perspectivas para o número de empregados subiram de 42,1 pontos, em janeiro, para 43 pontos, em fevereiro. Porém, os empresários estão confiantes apenas em relação ao aumento das vendas externas. O índice de expectativa de quantidade exportada continua acima de 50 pontos, ao registrar 52,6 pontos.
A Sondagem Industrial foi realizada entre 1º e 10 de março com 2.391 empresas, das quais 1.023 são pequenas, 837 são médias e 531 de grande porte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here