Reformulação do Ceasa ABC pretende gerar 20 mil empregos em Santo André

Intervenções contarão com investimentos de R$ 200 milhões

Projeto de ampliação e modernização foi apresentado em 24 de setembro | Foto: Helber Aggio/PSA

O projeto para ampliação e modernização da Ceasa (Central de Abastecimento) Grande ABC foi apresentado ontem (24) pela concessionária Nova Ceasa ABC. O local contará com um mercado municipal e um novo centro de compras, proporcionando opções gastronômicas e de lazer em um só lugar.

As obras devem ter início no primeiro trimestre de 2022 e a previsão de conclusão é de dois anos e meio. A ampliação ainda dará origem a 20 mil empregos, sendo 5 mil diretos e 15 mil indiretos quando a nova estrutura estiver em operação. “É uma grande transformação na geração de emprego e renda que traremos para a cidade, em especial para esta região e para este eixo. Estamos celebrando um dos grandes momentos da história de Santo André que começa a sair do papel. Logo neste momento e fim da pandemia, vemos um sinal após recuperar a cidade, reconstruir as pontes desta área e limpar o nome de Santo André”, destacou o prefeito Paulo Serra.

O consórcio Novo Ceasa do ABC, grupo formado por empresas do segmento alimentício e de incorporação, foi vencedor do certame licitatório e terá direito a explorar o novo complexo comercial por um prazo de 35 anos. Para o CEO Brandon Crozier, o projeto é sinônimo de comemoração.

“É o renascimento após 18 meses complicados, era necessário uma estrutura que trouxesse investimento para seguir em frente, por isso viemos para modernizar este espaço, contribuindo com a criação de um mercado municipal, um centro gastronômico e um centro de lazer, além de empregos, trazendo dignidade e humanidade para todos”, ressaltou Crozier, sobre as obras que têm estimativa total de investimento de R$ 200 milhões.

O projeto prevê aumento do número de boxes para o comércio de hortifrutigranjeiros de 63 para 216 e o incremento no número de pedras (divisões de espaços delimitadas apenas no chão), de 81 para 132.

Os investimentos vão permitir que a Ceasa tenha capacidade para abastecer toda a região, Zona Leste da Capital e ainda a Baixada Santista. Sendo assim, o espaço irá garantir o abastecimento de cerca de 4,5 milhões de pessoas, e passará a oferecer ainda mais produtos hortifrutigranjeiros, além de opções gastronômicas, conforme destaca o superintendente da Craisa, Reinaldo Messias.

“Vamos passar por um momento de virada. Antes a nossa Ceasa não contava com a setorização dos boxes, gerando até déficit de clientes. A partir de agora teremos um mix de produtos que trará um grande diferencial aos serviços e produtos oferecidos”, informou Messias.

Durante a cerimônia de apresentação do projeto, o ex-jogador de futebol Cafu foi anunciado como embaixador da Nova Ceasa. “Fiquei muito feliz pelo convite. Ainda mais por saber que o ABC será ainda mais engrandecido com a geração de empregos, por exemplo”, ressaltou.

“Olhar para trás e ver todo trabalho empenhado para chegarmos até aqui contando com a aprovação unânime de todos os envolvidos é importante. A Ceasa não vai diminuir, porque amanhã seremos muito mais com a Nova Ceasa ABC”, completou João Lima, presidente da Ceasa.

Licitação

O consórcio Nova Ceasa ABC, grupo formado por empresas do segmento alimentício e de incorporação, venceu certame licitatório realizado em fevereiro deste ano e terá direito a explorar o novo complexo comercial por um prazo de 35 anos.

O investimento de R$ 200 milhões inclui as contrapartidas e todas as intervenções e obras previstas no edital. O consórcio se comprometeu a pagar uma outorga variável de 3,5% sobre o valor bruto mensal, e que ficou acima do mínimo de 3% determinado em edital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here