Vendas do “varejo moderno” crescem 15% entre 4 e 10 de maio

Arte: Reprodução

As compras de bens de grande consumo (FMCG) impulsionaram o crescimento do varejo moderno entre os dias 4 e 10 de maio. Com alta de 15,3%, os segmentos de Alimentos, Sazonais, Bazar e Têxtil se destacaram na comparação com a semana anterior, segundo levantamento da Nielsen Brasil. Outro dado importante é a recuperação nas vendas de quase 90% das cestas, indicando um cenário de abastecimento dos lares brasileiros.
O varejo moderno, que engloba Autosserviço, Cash&Carry e Cadeias de Farmácias, expandiu 11,4% no acumulado do ano (versus 2019). Nesse contexto, Cash&Carry segue como destaque com performance positiva de 17,6%, seguido por Farmácia, que cresceu 10,3% em quatro meses.

Para a gerente de atendimento ao Varejo da Nielsen Brasil, Fernanda Vilhena, a mais recente análise, que engloba 150 cadeias do varejo moderno de todo o país, indica que o início do mês de maio foi um momento de abastecimento, assim como ocorreu na semana anterior. Todas as cestas contribuíram para a alta no período, com destaque para Alimentos, Sazonais, Bazar e Têxtil, com crescimentos de 15,6%, 26,6%, 37,3% e 66,1%, respectivamente.

“Assistimos neste intervalo um movimento de busca dos lares do país por produtos essenciais, o que contribuiu para o crescimento de 15,3% no período. Além disso, itens associados ao Dias das Mães ganharam destaque nessa semana, como flores (+475,7%), plantas, maquiagem e colônias”, explicou Vilhena.

Com a COVID-19, as vendas do segmento de Limpeza têm se destacado desde o começo do isolamento para controle da doença. Na segunda semana de maio, com crescimento total de 11,7%, os produtos com melhor performance de vendas nesta cesta foram Sabão em Pó (+12,9%), Amaciantes (+13,4%), Água Sanitária (+10,4%) e Sabão em Barra (+17,8%). Praticamente todos os itens que compõem esse segmento apresentaram expansão.

A procura por Alimentos cresceu 15,7% e também contribuiu para o resultado positivo, com incremento de 30,3% nas vendas de Chocolate, 27,7% de alta nas compras de Leite Condensado, 12,9% de crescimento em Bolachas e 10,2% em Leite em Pó. A alta significativa nas vendas de Chocolates está relacionada ao Dia das Mães.

Com o abastecimento das despensas, entre os dias 4 e 10 maio, as compras de Commodities aumentaram 14,3%, com alta em todos os produtos básicos que integram a cesta. Destaque para o crescimento nas vendas de Arroz (+22,4%), Feijão (+20,6%), Óleo (+18%), Café em Pó (+16,3%) e Açúcar (+14,6%).

Higiene&Beleza manteve o movimento de crescimento verificado na semana anterior, e neste segundo período de maio a variação foi de 12,9%. Essa alta foi impulsionada pelo aumento nas vendas da maior parte das categorias, principalmente Papel Higiênico (+15,5%), Tratamentos de Pele (+21,7%), Sabonete (+15) e Creme Dental (+15,9%).

A cesta de Bebidas, com alta importância para o varejo, cresce pela terceira semana consecutiva, com alta de 4,5% no período. Os aumentos de vendas mais significativos foram de Vinhos de Mesa (+37,1%), Refrigerantes (+6,1%), Sucos Prontos para Beber (+6,8%), Whisky (+16,2%) e Suco em Pó (+6,6%). Já as principais retrações neste segmento foram: Cerveja (-2%), Água Mineral (-5%), Misturas Alcoólicas (-8,6%) e Gin (-12,7%).

Industrializados Perecíveis também seguem com boa performances. A busca foi maior para Margarina (+22,6%), Iogurte (+13,7%), Carnes Congeladas (+14,7%) e Pão de Queijo (+13,7%). Com a chegada de dias mais frios, houve recuo nas compras de Sorvetes (-6,2%) e Açaí (-15,3%).

Assim como as demais cestas, nesta semana os Perecíveis Frescos cresceram 12,6% no total, com as altas mais significativas para Cortes Bovinos (+11,9%), Cortes de Frango (+14,9%), Industrializados de Carne (+10,4%) e Vegetais e Saladas (+18,8%). Somente as vendas de cortes Bovino e Frango, juntos, somam 40% do crescimento da cesta. Retração nas vendas de Leite Fresco (-5,4%), Pão Francês (-1,6%) e Pão Doce (-11,9%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here