Academia andreense foca em idosos e atende apenas pessoas com 50 anos ou mais

Com aparelhos e metodologia específicos, local busca levar maior qualidade de vida aos idosos

Local adotou rígidos protocolos sanitários por conta da pandemia, para dar mais segurança aos alunos | Foto: Divulgação

A pandemia por qual passamos evidenciou, mais do que nunca, a importância dos cuidados em relação à saúde. Empiricamente é possível constatar que, em meio a tantas perdas e sofrimento, a população passou a valorizar mais ter boas condições de saúde e qualidade de vida.  

Isso vale para a pessoas de todas as idades, mas, sobretudo, para os idosos, parte da população mais afetada com a doença decorrente do vírus. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida dos brasileiros é 76,6 anos. E para os idosos desta geração não basta apenas viver; é preciso viver bem.  

Este movimento já era notado por Evandro Grego e Eloise Rosa da Silva Gonçalves, que decidiram criar, em 2017, a 50 + Vida, academia dedicada integralmente para pessoas com mais de 50 anos. Eloise, além de proprietária, é responsável pela parte técnica do negócio; o sócio-proprietário Gonçalves, por sua vez, é o encarregado das funções administrativas.  

No local, os idosos dispõem de aparelhos especialmente projetados para atender as demandas de pessoas dessa faixa etária. “Trabalhamos com máquinas terapêuticas, que alongam e ao mesmo tempo fortalecem. Máquinas que não exigem muito das articulações e que permitem ajustes para maior conforto dos alunos. Essas máquinas são bem diferentes daquelas usadas em academias tradicionais”, conta Gonçalves.  

A metodologia dos treinamentos também é específica para pessoas com mais de 50 anos e levam em conta as especificidades de cada aluno. 

Entre os principais benefícios gerados para os idosos-alunos, estão o ganho de massa muscular, maior oxigenação do cérebro, melhora na diabetes e na função cardíaca, por exemplo. Além disso, a ida regular à academia previne a sarcopenia, isto é, previne a perda da força muscular e a redução do desempenho físico.  

Saúde mental dos idosos também é beneficiada | Foto: Divulgação

“A perda de massa muscular potencializa quedas, que infelizmente é uma realidade entre os idosos, e gera muita perda na qualidade de vida. Nossos alunos relatam que o ganho de massa evita as quedas e melhora muito a mobilidade, pois eles ficam com mais força e resistência. Este é um feedback comum que recebemos”, conta Evandro.   

O proprietário também ressalta que a prática regular de atividades físicas na 50 + Vida também traz ganho para a parte mental do idoso, que passa a ter melhora na autoestima e um novo ciclo de atividades e convívio.  

“Nós somos a única academia voltada a este nicho no ABC, com essa metodologia. Percebemos que existem muitos idosos que são ativos e querem praticar alguma atividade física, só que eles não vão em academias tradicionais, pois não se sentem bem naquele ambiente. Aqui, pelo fato de todos serem da mesma faixa etária, eles se sentem bem e criam amizades”, explica.  

Em setembro, o local passou a contar também com o serviço de acupuntura, que é oferecido aos sábados, com horário agendado. O serviço está disponível para o público em geral, mas alunos da 50 + Vida contam preços diferenciados.  

A academia 50 + Vida fica na Rua do Centro, 132, no bairro Camilópolis, em Santo André. Mais informações: http://50maisvida.com/ | https://www.facebook.com/50maisvidaelo/ | (11) 99700-0934. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here