Amizade estudantil gera cervejaria

0
119
Colegas de colégio criam marca de cerveja artesanal e ganham concurso especializado; “Beertruck” é equipado com chopeiras para levar produto aos consumidores | Foto: Divulgação

A cervejaria Bloco 7 foi a vencedora do concurso Écerva 2018, evento que avaliou mais de 100 cervejas artesanais, em sua maioria do ABC, no início de agosto. O prêmio coroa a empresa, criada em 2016, por dois amigos de longa data.  

Claudinei Silva e Daniel Nunes se conheceram na Escola Técnica (Etec) Lauro Gomes, em São Bernardo do Campo. A amizade duradoura e os gostos em comum resultaram-na criação do negócio, que no nome faz menção, justamente, a um ponto de encontro dos alunos do colégio. O publicitário Pedro Henrique Gonçalves, também amigo da dupla, reforçou o time no início deste ano.  

O propósito da marca está bem claro. “Queremos propagar a ainda pouco difundida cultura cervejeira pelo Brasil e, principalmente, pelo ABC”, afirma Nunes. Um dos diferenciais da empresa, é o propósito de levar as cervejas até o público, conforme ressalta Silva. “Investimos em um Beertruck, uma chopeira com seis torneiras adaptadas em um veículo, para facilitar a mobilidade. Nosso objetivo é chegar até o público”, completa Silva.  

A empresa caminha para a venda de mil litros/mês e deseja dobrar esse volume até o fim de 2018. “Nosso maior objetivo é aumentar os canais de distribuição e tornar a Bloco 7 uma referência em cerveja artesanal no mercado”, anseia Nunes.  

O principal produto da marca é a “Maria Catharina”, uma sour com framboesa, suave e refrescante, na descrição de Silva. No portfólio ainda constam a “Maria BonIpa”, “Maria Weiss com as Outras”, “Maria Labareda” e a “Maria Portera”. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here