Capes e Natura lançam prêmio para estimular pesquisa científica

Da Coordenação de Comunicação Social da Capes

Com o objetivo de estimular a pesquisa de alta relevância e impacto para o desenvolvimento científico e tecnológico, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a multinacional brasileira de cosméticos Natura lançaram o Prêmio Capes Natura Campus de Excelência em Pesquisa, que ocorrerá a cada dois anos. Para a primeira edição, será selecionado um artigo em cada uma das temáticas definidas: sustentabilidade e biodiversidade. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até dia 21 de dezembro em pcn.capes.gov.br. Os vencedores receberão certificado e R$ 25 mil.

Foto: Haydée Vieira – CCS/Capes

Durante a cerimônia de lançamento, em Brasília, o presidente da Capes, Carlos Nobre, destacou a inovação do Prêmio Capes Natura Campus ao selecionar artigos científicos, em vez de teses ou dissertações. “A tradição na Capes é valorizar a formação de recursos humanos, especialmente em doutorado, na forma de premiação a teses. Desta vez, iremos premiar um trabalho científico originário de uma tese de doutorado ou de uma dissertação de mestrado. Queremos incentivar cada vez mais que as teses e dissertações gerem artigos de alto nível e relevância e, assim, potencializar a cultura de disseminar os resultados nos melhores periódicos do mundo”, afirmou.

Para o presidente da Capes, a principal relevância da temática do prêmio é promover a incorporação da riqueza da biodiversidade do país na matriz econômica. “Precisamos ir além de conhecer; devemos dar uso sustentável. O valor de estudar a biodiversidade é muito importante para a comunidade científica, para o país e para o planeta. Temos programas de pós-graduação na área de biodiversidade em todas as regiões do Brasil, e precisamos agora valorizar essa produção e enfrentar o seguinte desafio: que no futuro não precisemos importar conhecimento sobre a nossa própria matriz ambiental”, concluiu.

O vice-presidente de inovação da Natura, Gerson Pinto, enfatizou a inovação e a sinergia da parceria com a Capes. “Estamos animados e acreditamos no prêmio para estimular pesquisas em uma área que o mundo tanto precisa. Esperamos que essa iniciativa sirva de estímulo para outros agentes do setor produtivo. A preocupação socioambiental está presente no cotidiano de nossa empresa, e acreditamos que sempre podemos fazer mais e buscar soluções inovadoras, num conceito aberto e colaborativo”, disse. O programa da companhia que dá nome ao prêmio, Natura Campus, foi criado em 2006 para a construção de parcerias e redes de inovação.

O Brasil é o 13º país em produção científica, em termos numéricos, mas Nobre comentou da responsabilidade de aumentar a qualidade e o impacto dessa produção para a sociedade. “Para isso, vamos buscar artigos de altíssima qualidade, e isso certamente será um modelo para futuros prêmios”.

Podem concorrer ao Prêmio trabalhos individuais ou em coautoria, de portadores do título de mestre ou doutor ou matriculados em programas de mestrado ou doutorado, vinculados a instituições de pós-graduação e pesquisa e reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). A premiação está prevista para 5 de junho, Dia do Meio Ambiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here