Condicionamento vocal auxilia executivos

0
158
Renata Guedes atua como fonoaudióloga há quase 15 anos. Em maio, ela abriu a própria clínica, em São Caetano do Sul | Foto: Bruna Wasieczko

Por Vivian Silva

Muitas pessoas sentem aquele “friozinho” na barriga ao precisar encarar uma plateia e fazer uma apresentação. Até aí tudo bem, mas quando esta situação paralisa, ou bloqueia o fluxo de ideias, pode ser a hora de procurar ajuda especializada. A fonoaudióloga Renata Guedes, 36 anos, que atende em São Caetano do Sul, tem um treinamento de habilidades comunicativas, para empoderar executivos, ou pessoas que sentem dificuldade para se expressar, por meio da voz.

De acordo com Renata, o número de sessões no treinamento depende de cada caso, mas ocorre no máximo em 12 consultas. Na ocasião, ela aborda diferentes aspectos. “Eu trabalho respiração, articulação, que é o espaço entre os dentes superiores e inferiores, então se a pessoa não articula bem, não fala com a boca aberta, a dicção é péssima, então, a gente trabalha tudo isso no treinamento que eu dou aos executivos”, conta.

A fonoaudióloga relembra o caso de um engenheiro tímido, que precisava fazer uma apresentação na empresa e buscou a sua ajuda. Na véspera da apresentação, ela fez uma sessão de três horas com ele, que surtiu efeitos. “Trabalhamos aspectos como gestos, postura corporal, projeção vocal, respiração e articulação. Ele foi para a apresentação no dia seguinte, conseguiu falar super bem e ainda ganhou um cargo superior ao dele”.

Com vasta experiência na área, Renata atua como fonoaudióloga há quase 15 anos. Este mês, ela inaugurou o Centro da Voz do ABC, em São Caetano do Sul. No local, além do condicionamento vocal, ela trabalha com a reabilitação vocal, que é quando a pessoa está doente da voz.

A maioria dos seus pacientes são adultos executivos ou cantores. A fonoaudióloga explica que timidez e baixo autoestima refletem diretamente na entonação da voz e, com isso, pode haver prejuízo na mensagem que a pessoa deseja, realmente, passar. Porém, com ajuda especializada é possível superar tais dificuldades.

Dicas
Para quem pretende se expressar melhor verbalmente, Renata recomenda algumas dicas. “O que vai mudar a sua comunicação é o treino da própria comunicação, então se a pessoa gravar a voz, ou ouvir a voz no WhatsApp, e pensar ‘nossa, que horrível’. O que ela pode fazer para melhorar a voz? É treinar, treino auditivo para ouvir a própria voz, treino em frente ao espelho, fala fazendo careta para o espelho, para melhorar a articulação, treina em frente ao espelho gesticulando, vê se se agrada e começa a observar quem a pessoa tem como referência de um bom comunicador”, orienta.

Além disso, cultivar bons hábitos como beber bastante água ao longo do dia (em pequenos goles), comer frutas e não gritar contribuem para manter a saúde vocal.

Renata Guedes atende na clínica Centro da Voz do ABC, que fica na Alameda Terracota, 250, Torre Way, sala 1.002, Espaço Cerâmica, em São Caetano do Sul. Tel.: 99552-9248.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here