Edifício é lançado com pista de pouso para drones

Edifício comercial, que acaba de ser lançado pela Katz Construções na região do Vale do Sereno, em Nova Lima (MG), será o primeiro do estado com esse recurso | Foto: Divulgação

Minas Gerais acaba de ganhar seu primeiro edifício com um ponto de aterrissagem para drones. Essa novidade é um dos atributos do Ventura, edifício comercial de alto padrão, que acaba de ser lançado pela Katz Construções no Vale do Sereno, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. 

Além dessa possibilidade de entregas pelo ar, o empreendimento foi todo pensado para trazer mais praticidade e bem-estar ao universo corporativo. “Todos os espaços foram criados estrategicamente para atender às necessidades de quem trabalha em escritórios, precisa fazer reuniões e almoços de negócios, conferências via internet, e ainda aproveitar melhor o tempo”, comenta o presidente da construtora, Daniel Katz.

Projetado pelo arquiteto Gustavo Penna, o Ventura possui cinco andares de salas comerciais e escritórios, quatro andares de estacionamentos, dois pavimentos para lojas e um andar contendo dois salões de eventos. O edifício oferece um rooftop exclusivo com espaço gourmet, piscina, sauna, hidromassagem, academia, varandas cobertas e descobertas. A área de lazer conta também com espaços estratégicos de coworking e coliving, que se baseiam no compartilhamento de recursos e estimulam a integração e a colaboração.

Além disso, o Ventura coloca a vista em destaque e utiliza a iluminação natural com elegância e inteligência.  São 76 salas comerciais e escritórios, com janelas que vão do chão ao teto e pé direito de mais de 3 metros de altura, o que garante parte da iluminação das salas e ajuda a evitar o desperdício de energia. “Nosso propósito é oferecer um ambiente agradável, moderno, que contribui para um melhor rendimento de todos e que a viabiliza a realização de negócios”, ressalta Daniel.

“Colocamos a qualidade de vida e os negócios em um único lugar. Dentro do edifício, por exemplo, além de marcar reuniões em espaços diferenciados, os proprietários poderão fazer networking no espaço gourmet, enquanto saboreiam um jantar e apreciam a vista das montanhas mineiras. Também podem utilizar a academia ou a hidromassagem, após o horário de expediente, ao invés de perder horas em congestionamentos”, destaca o presidente da Katz.

Tendência

Segundo o executivo, a Katz está sempre acompanhando as novidades tecnológicas e o que é tendência em todo o mundo com o propósito de oferecer o que há de mais novo no mercado da construção em seus empreendimentos. A criação desse ponto de pouso para drones é um exemplo desse cuidado constante da empresa em levar inovação e tecnologia para seus empreendimentos. “Com a possibilidade de utilizar o pouso para drones, os proprietários poderão fazer pedidos e receber em poucos minutos as encomendas, já que a nave não precisa enfrentar o trânsito das grandes capitais para realizar entregas. Com isso, contribuímos para facilitar o dia a dia e ainda para otimizar o tempo das pessoas”, comenta.

Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o uso de drones cresce a cada dia no Brasil. Entre agosto de 2018 e 2019, o número de aparelhos registrados para uso profissional saltou de 18.389 para 27.665, um aumento de 51%. “Essa é uma inovação que veio para ficar e que pode agregar muito em vários setores. No campo da construção, imagino que terão várias outras possibilidades para o drone em breve e, sem dúvida, a Katz acompanhará isso, assim como fizemos quando passamos aceitar o Bitcoin, a utilizar óculos de realidade aumentada, impressora 3D e outras tecnologias”, finaliza Daniel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here