Estudo da Kantar mostra as marcas mais escolhidas mundialmente

A Coca-Cola permanece imbatível no topo do ranking, com mais de 6 bilhões de ocasiões de compra | Foto: Freepik

O ranking anual Brand Footprint, da Kantar – líder global em dados, insights e consultoria – aponta que a Coca-Cola, Colgate e Maggi permaneceram, em 2019, como as três marcas mais escolhidas pelos consumidores mundialmente. O estudo foca no desempenho de longo prazo das marcas e, este ano, também inclui uma análise especial sobre o desempenho delas durante a atual pandemia do novo coronavírus.

Em 2019, o estudo mostra também que mais carrinhos foram preenchidos com as grandes marcas – com 20 das 25 principais registrando crescimento na frequência de compra -, mas que as locais se mostraram mais fortes. Enquanto as globais aumentaram seus pontos de penetração em 2%, em comparação com 2018, o que equivale a 28 milhões de compradores, as locais obtiveram 3,1% de crescimento, ou seja, 43,4 milhões. Cada ganho de penetração de 0,1% equivale a 1,4 milhão de compradores.

No ano passado, 424 bilhões de escolhas de marcas foram feitas, sendo que 40 marcas foram tiradas das prateleiras mais de 1 bilhão de vezes cada. Cinco delas fizeram sua estreia neste grupo: Brooke Bond, Head & Shoulders, Kinder, Heinz e Oreo.

Já a Coca-Cola permanece imbatível no topo, com mais de 6 bilhões de ocasiões de compra. Na sequência vêm a Colgate, com 4 bilhões, e Maggi, com 3 bilhões.

A competição ficou mais acirrada em todos os setores de bens de consumo massivo. Apenas 46% das marcas alcançaram crescimento de pontos de penetração, contra 47% em 2018, 49% em 2017 e 52% em 2016. Com relação aos setores, os que se fortaleceram foram os de saúde e beleza, laticínios, alimentos e bebidas.

O diretor de Estratégia da divisão Worldpanel da Kantar, Luis Simões, comenta o estudo. “As marcas FMCG (sigla em Inglês de fast-moving consumer goods ou bens de grande consumo) estão acostumadas a navegar em tempos turbulentos. Em 2019, vimos muita inovação em resposta às diferentes macrotendências. Esse talento para a inovação garantirá que as maiores marcas do mundo sejam capazes de responder aos desafios impostos pela Covid-19 e pelo mercado FMCG, cada vez mais, competitivo por meio de novos formatos, canais digitais e do comércio eletrônico”, afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here