Falta de regulamentação atrasa desenvolvimento do mercado de coaching no Brasil

Para Marcos Lemos, coach há 10 anos e um dos sócios da startup Climby, o mercado tem suas especificidades e um enorme potencial | Foto: divulgação

Coach é uma atividade profissional relativamente nova no País, mas que existe há décadas nos Estados Unidos e Europa, porém não é regulamentada em nenhum lugar do mundo, mas ainda assim cresce rápido e tem enorme potencial, inclusive no Brasil, onde, segundo o International Coach Federation (ICF), já conta com 73 mil pessoas com alguma qualificação na área.

Com um mercado ainda incipiente se comparado aos de outros países, no Brasil o processo de coaching – que visa a auxiliar no desenvolvimento profissional e pessoal de quem busca o serviço carece de organização. Foi justamente para oferecer aos coaches um ambiente em que possam se aprimorar, estruturar e adotar processos bem definidos para sua atuação que nasceu a Climby, plataforma inteligente de gestão para o mercado de coaching no Brasil.

Para Marcos Lemos, coach há 10 anos e um dos sócios da startup, o mercado tem suas especificidades e um enorme potencial, o que torna o momento favorável para investir na profissionalização dos coaches.

“Entendemos que cerca de 80% dos que fizeram algum curso na área não são praticantes atualmente. Fizeram para autoconhecimento, para aperfeiçoar sua atuação nas empresas ou para uma carreira futura. Alguns atuam como coaches em paralelo a seus empregos. Os que atuam com regularidade no mercado brasileiro, profissionalmente e com carteira de clientes, somam 20% do total. É aí que a Climby pode contribuir”, explica Lemos.

A Climby One Solution reúne uma série de recursos para profissionalizar e facilitar a atuação do coach, além de aproximar os profissionais do público interessado em contratar os seus serviços, como aplicações ligadas a relacionamento, vendas, marketing, programas em curso (cada cliente, sessão a sessão), materiais de apoio e bibliografia, além de controle financeiro e relatórios.

E há ainda o serviço Climby Engage, um ambiente de negócios e informação que une coaches a coachees (clientes). Trata-se de um banco de profissionais cadastrados conforme a modalidade que oferecem, sua localização e disponibilidade para sessões presenciais ou a distância.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here