Grupo busca startups para investir

0
291
Da Redação
A empresa nacional de venture capital Bossa Nova Investimentos (BNI), maior investidora de startups da América Latina, procura por novos negócios para investir. 
Nos últimos 12 meses R$ 19,5 milhões foram injetados em 110 startups.  “Estimamos investir em ao menos 50 novas startups até o final do ano”, declara Pierre Schurmann, sócio da Bossa Nova.
Schurmann (esquerda) e Kleper são sócios da BNI | Foto: Divulgação 
A BNI estará com estande no CASE, evento que acontece 26 e 27 de outubro de 2017, e é o maior do setor na América Latina. “Na ocasião teremos várias ações conjuntas acontecendo, desde a audição de pitches de startups, para possível investimento, até espaços para que as startups de nosso portfólio possam divulgar seus negócios para o público do evento”, revela Pierre.
“A novidade fica por conta do lançamento da Rede Bossa, que reunirá todas as startups investidas pela BNI, uma forma de capitalizar e aproveitar a sinergia do grupo”, explica João Kepler, sócio da BNI.
No portal lançado junto com a Rede Bossa, estarão informações com todos os atrativos e benefícios para os que fazem parte da network. São descontos, gratuidades, eventos de conteúdo, eventos de integração e um aplicativo com cardápio completo das startups que poderão compartilhar os mais variados tipos de informação, aos quais os investidores e o publico em geral também terão acesso. 
As metas da Bossa Nova são ousadas. Até 2020, os sócios João Kepler e Pierre Schurmann pretendem investir em mais de mil startups. De acordo com Schurmann, a Bossa Nova atua em duas frentes. Além de apoiar aceleradoras, a empresa também investe em fundos de investimento.
As estratégias vêm dando resultado. Em pouco mais de dois anos de atuação, a Bossa Nova investe hoje em 170 startups do Brasil e Estados Unidos, com valuation total dessas empresas estimado em mais de 3 bilhões de reais e retorno médio anual (IRR) de 43%. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here