Marca de roupa andreense aposta em mulheres baixinhas

0
456
Com 1,48 metro de altura, Giulianna Trivellato lança grife para atender as necessidades das mulheres mignon | Foto: divulgação

Por Vivian Silva

A marca Oui Petite nasceu no ABC, precisamente em Santo André. Idealizada por Giulianna Trivellato, 31 anos, que é formada também em Desenho de Moda, a grife tem como público-alvo as mulheres mignon, com até 1,60 metro (m) de altura.

Lançada no fim de julho deste ano, a Oui Petite surgiu da paixão pela moda, que sempre acompanhou a proprietária – mesmo ao longo do período que ela cursou Comunicação (com Habilitação em Mídias Digitais) e Gestão de Marketing – mas também pela própria dificuldade dela, que mede 1,48 m de estatura, para encontrar roupas que servissem adequadamente ao seu tamanho. Então, durante um café despretensioso, uma amiga sugeriu que ela criasse a marca e, assim, ela fez.

As peças são desenhadas exclusivamente para mulheres que medem de 1,40 m a 1,60 m, conforme explica Giulianna. “A gente prefere trabalhar com alfaiataria, com peças mais adultas, que é uma das dificuldades das mulheres. Então, não é uma numeração pequena, é uma modelagem diferente. O que vai ser diferente? Tamanho de manga, comprimento de perna, localização, às vezes, de um rasgo ou detalhe no joelho, que na roupa convencional ele não fica no joelho, vai parar na canela. Cropped que fica no umbigo, então, vai ter o cropped no lugar, porque faço ele um pouco mais curto, profundidade de cava, das mangas também um pouco mais curto, largura de ombro também é diferente, é um pouquinho menor”, detalha.

Então, as peças são desenhadas por Giulianna e produzidas por confecções de São Paulo. Atualmente, as vendas são feitas apenas pelo e-commerce, ou em eventos pontuais, e os produtos enviados via Correios. Já a gestão do negócio, ela divide com a sua mãe, Marta Trivellato.

Roupas são desenhadas para mulheres com até 1,60 metro de altura | Foto: divulgação

Coleção
No lançamento da marca, foi apresentada uma coleção de roupas para o inverno, porém, Giulianna antecipa com exclusividade ao Negócios em Movimento, que pretende trabalhar com lançamento por peça.

“A ideia é a gente trabalhar cada vez menos com coleções de estações do ano, porque a gente tem muito isto, num dia está frio e em outro está calor. Então, a ideia é sempre ter um pouco de roupa de verão e roupa de inverno. Ainda mais porque a gente atende o território nacional inteiro”, explica a proprietária.

Mercado
Sem loja física, atualmente, a Oui Petite é uma das muitas marcas do e-commerce brasileiro. Segundo estimativas da Ebit Nielsen, as receitas do mercado de e-commerce devem crescer 15% em 2019, alcançando R$ 61 bilhões. O estilo de comprar online caiu na graça dos brasileiros, realidade que cresce a cada dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here