Mulheres destacam-se em diretoria de empresas

0
50

Segundo a última pesquisa divulgada pelo IBGE, as mulheres estão em apenas 37% dos cargos de direção e gerência nas empresas. Em um momento que vivemos um período de forte empoderamento feminino, onde as mulheres estão se colocando e exigindo os seus direitos, os números podem até refletir uma triste realidade, mas que deve ser passageira.
“Tive o orgulho de ter sido a primeira mulher a desempenhar o cargo de superintendente de um grande empreendimento com mais de 150 lojas”. Não é uma frase que ouvimos todos os dias, mas Sandra Ferraz, ao longo dos 30 anos atuando no segmento de serviços e varejo, tem mesmo orgulho de falar.

Atualmente, além de ser Mestre em Administração de Negócio – Inovação e Tecnologia no Mackenzie, Sandra Ferraz atua no segmento de serviços, em uma área de grande predomínio masculino – segurança patrimonial. Há cinco anos desempenhando a função de diretora Jurídica e Suprimentos do GRUPO GR, convite feito pelo próprio CEO do grupo, ela é a única mulher no board de direção da empresa. “Recebi o convite diretamente do CEO da companhia, tinha um histórico extremamente positivo como cliente do GRUPO GR e sabia que agregaria novas experiências em minha carreira, ocupando o outro lado da mesa. Nunca fiz distinções ou pensei nas questões de gênero. Hoje assumo diferentes decisões em frações de segundos”, comenta.

Independente das pesquisas, das desigualdades e das posições que assumimos, devemos utilizar a nossa sabedoria para transformar toda e qualquer experiência de vida em algo melhor para cada indivíduo.

Hoje algumas empresas já atuam de maneira diferenciada, um excelente exemplo é a Lacoste do Brasil, que possuí como CEO Rachel Maia, uma executiva que está a frente do seu próprio tempo.

“Eu sou extremamente determinada e não desisto facilmente, para mim não tem tarefa difícil, tenho paixão com o que faço e celebro sempre em equipe os resultados. O meu maior desafio é a busca da excelência e ter humildade em saber ouvir a todos, e também ter sabedoria para externar os meus limites e contar com apoio. No mundo corporativo, em uma simples sugestão poderemos encontrar a solução de algo que até então era indecifrável”, conclui Sandra Ferraz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here