No ABC, Dia das Crianças deve ter aumento de 5% nas vendas

Apelo da data, aumento da vacinação, estabilidade da taxa de transmissão são os principais fatores

Projeções são das associações comerciais da região | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A expectativa do comércio para o Dia das Crianças, comemorado 12 de outubro, é positiva. Os lojistas esperam aumento de vendas, segundo a Associação Comercial e Industrial de São Bernardo do Campo (Acisbec). As estimativas são de que o movimento cresça cerca de 5% em relação ao período anterior com perspectiva de volta à normalidade, após a crise provocada pela pandemia.

O presidente da ACISBEC, Valter Moura, acredita que o cenário é resultado do aumento da vacinação, da flexibilização das medidas restritivas e da estabilidade na taxa de transmissão da covid-19, que dão mais ânimo ao setor. “Além de tudo, há o apelo comercial da data e tem o lado do cliente, que quer voltar a ter a liberdade de escolha, sair e buscar opções. E ele sabe que pode contar com a variedade, qualidade e preço do nosso comércio tanto para as lojas de rua quanto para as de shopping”, afirma.

O dirigente acrescenta, porém, que devem ser tomados todos os cuidados necessários e possíveis, pois a pandemia da covid-19 ainda não acabou. “O comércio continua adotando todos os protocolos e isso deve permanecer. E os clientes também precisam ser conscientes e adotar as regras de segurança com distanciamento e uso de máscara, principalmente”, lembra.

Moura acrescenta que, além das vendas presenciais, o e-commerce continua em alta. “Esse formato também atrai os consumidores pelas promoções, agilidade de entrega, sem contar o crescimento durante a pandemia”.

Segundo ele, o tíquete médio dos gastos deve girar em torno de R$ 150,00 e os setores com mais demanda são os de brinquedos, vestuário e calçados. “Já perdemos muitas datas comemorativas e agora precisamos seguir em frente. De nossa parte, oferecemos apoio e incentivo ao lojista que conseguiu sobreviver em meio a essa tempestade, principalmente os pequenos negócios. A Associação oferece diversos serviços como cursos e capacitações e está de portas abertas para atender as demandas do setor”, completa.

Percepção é a mesma em Santo André

A previsão da Associação Comercial e Industrial de Santo André (Acisa) é a mesma para a cidade vizinha: o aumento deve ser em torno de 5% na comparação com o ano passado.

“Embora estejamos iniciando a retomada econômica e recuperação do mercado de trabalho, muitas famílias ainda estão cautelosas e não podemos esquecer que o Dia das Crianças é muito próximo de outras importantes datas do varejo – Black Friday e Natal”, explica o presidente da ACISA Pedro Cia Junior.

Sobre os itens mais procurados, o comportamento na região deverá seguir a previsão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC): vestuário, calçados, brinquedos e eletroeletrônicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here