O ABC gosta do ABC

0
23
Instituto de pesquisa nasce para mapear informações da região e no primeiro levantamento constata: moradores não pretendem deixar a região | Foto: Arquivo

Um instituto de pesquisa capaz de descobrir, analisar e interpretar as preferências, referências, hábitos e opiniões dos moradores das sete cidades que compõem o ABC. Com esse propósito é que chega ao mercado o ABC Dados, primeiro instituto focado apenas no ABC.

Como pontapé inicial dos serviços da empresa, foi divulgado, em 23 de janeiro, a pesquisa primeira edição da pesquisa “A Cara do ABC”, levantamento que será feito trimestralmente para catalogar dados divididos em três blocos: Características da população do ABC; Como os moradores do ABC veem a região; e Ícones do ABC.

Nesta primeira edição (com margem de erro de três pontos, para mais ou para menos) a pesquisa ouviu mil moradores dos sete municípios (em proporção com sua população), entre 11 e 15 de janeiro. O levantamento constatou, dentre outras coisas, que a maior parte da população das sete cidades é feminina (52%) e mora na região há mais de 20 anos (62%).

Embora diversos serviços públicos tenham sido avaliados negativamente, os moradores da região se sentem satisfeitos em morar no ABC, destaca o sociólogo e especialista em Opinião Pública, Mídia e Estratégias Comunicação Política, Marcos Soares. “A população do ABC gosta de viver aqui. Mais de 70% consideram a região um lugar ótimo ou bom para se viver. Mais de 40% se diz muito orgulhoso por morar na região e outros 40% se dizem orgulhosos. Mais da metade dos moradores não têm nenhuma intenção de deixar a região. O vínculo do morador do abc com a sua região é bastante forte”, comenta o cientista social, que comanda o ABC Dados ao lado do engenheiro e especialista em análise e interpretação de pesquisas, Maurício Mindrisz.

Santo André é a capital cultural

A julgar pelo levantamento do terceiro bloco da pesquisa, podemos apontar Santo André como a “capital cultural” do ABC. Os entrevistados foram convidados a escolher os locais que mais representam o ABC em nove categorias (rua, escola, restaurante, clube, parque, universidade, hospital, shopping e cidade). Lugares que ficam dentro do território andreense foram os mais citados em seis questões.

A pesquisa também questionou os entrevistados sobre a pessoa que melhor representa o ABC. O mais citado foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (8%), seguido pelo ex-prefeito de Santo André Celso Daniel (5%) e pelo atual prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (3%).

Instituto preenche lacuna do mercado

O ABC Dados atuará em levantamentos sobre: Mercado e Consumo; Opinião Pública e Comunicação; e Política e Governo. De acordo com Soares, a região é carente de informações sobre os hábitos de consumo de seus moradores, por exemplo. “O ABC, uma região desse tamanho, dessa importância, com essas particularidades, não tem informação exclusiva. Isso a gente enxergou como uma lacuna a ser preenchida”, afirma.

Portanto, o instituto servirá como mais uma opção para corporações que queiram se instalar na região e desejam saber, por exemplo, se há demanda por seu serviço/produto nas cidades do ABC. O mesmo vale para o setor público, que poderá saber com mais assertividade os anseios da população local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here