Prefeitura de Santo André apresenta projeto para comitiva de São José dos Campos

0
76
Foto: Ricardo Trida/PSA

Após se conveniar ao Via Rápida Empresa (VRE) em junho de 2017, Santo André virou referência de implantação do sistema no Estado de São Paulo. Nesta sexta-feira (9), a Prefeitura recebeu uma comitiva da cidade de São José dos Campos para apresentar o modelo utilizado no município, que hoje consegue formalizar a abertura de uma empresa em até cinco dias.

Um dos diferenciais que Santo André implementou com o VRE é a emissão da inscrição municipal da empresa de forma automática para novas atividades, ou seja, sem necessidade de visita presencial na Prefeitura. Com toda a comodidade, o empreendedor recebe sua inscrição por e-mail, assim como as taxas obrigatórias, facilitando e agilizando o processo. Esta iniciativa exige uma série de integrações entre os setores responsáveis e entre sistemas de informática, sendo este o foco da visita do município do Vale do Paraíba paulista. A comitiva foi composta por técnicos do setor tributário, finanças, tecnologia de informação e Sala do Empreendedor.

“A visita desta comitiva mostra como Santo André se tornou exemplo de cidade que incentiva o empreendedorismo e a criação de empregos. A cidade está novamente ‘exportando’ boas práticas de gestão”, afirma o prefeito Paulo Serra.

Para o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Ajan Marques de Oliveira, esta parceria entre municípios é fundamental para troca de experiências, em que o grande ganhador é o cidadão. “É um sistema inovador e moderno, estamos criando soluções para agilizar a abertura de empresas em Santo André. O sistema concentra em um único ponto as diversas repartições que interferem direta ou indiretamente nessa abertura de empresas. No caso das pequenas empresas, por exemplo, hoje leva menos de uma semana para concretizar a abertura. Tem sido um sucesso e ficamos muito felizes de poder contribuir com São José dos Campos nessa divisão de conhecimento”, comenta.

Também chamado de Poupatempo do Empreendedor, o sistema integra todo o fluxo de abertura da empresa, desde a emissão do CNPJ até as licenças de funcionamento. A instalação garante a entrada única de dados, transparência dos processos, racionalização na fiscalização e integração dos órgãos e segurança da informação. Atualmente, uma atividade de baixo risco de operação na cidade de Santo André consegue sua formalização em até cinco dias, sendo a fase da emissão das licenças muitas vezes em menos de um dia.

O desenvolvimento econômico da cidade é uma das prioridades da atual gestão. Entre as diversas medidas implementadas no primeiro ano da atual administração também estão a reabertura da Sala do Empreendedor e do Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda (CPETR). Após esforços da atual administração, os dois espaços abriram suas portas em uma estrutura conjunta, de forma com que sejam alinhadas as políticas de suporte ao empreendedor, qualificação e busca de recolocação profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here