Turismo Industrial de São Bernardo do Campo tem balanço positivo

0
22
Além dos estudantes, turismo industrial é procurado por empresários, para fins de network e negócios | Foto: Gabriel Inamine/PMSBC

Da Redação

O programa de visitas monitoradas às empresas e indústrias de São Bernardo do Campo, denominado Turismo Industrial, atingiu a marca de 7.268 participantes, divididos em 359 visitas, com média de 20 pessoas por grupo, em 2018. O ano também ficou marcado por grandes conquistas do programa, como a obtenção do prêmio Top Destino Turístico na categoria “Estudos e Intercâmbio”, concedido pela ADVB e Skall Internacional.

Em agosto deste ano, a empresa parceira Mercedes-Benz também realizou sua primeira visita inclusiva, com o garoto Fred, de 10 anos. Morador de Brasília, Fred é portador de paralisia cerebral e, apaixonado por veículos, sonhava em conhecer o processo de produção de caminhões. Além disso, o programa inaugurou também a categoria de turismo industrial para empresários, para fins de network e negócios. A edição contou com mais de 30 representantes de 17 empresas.

Houve ainda o lançamento do Turismo Industrial para Crianças, realizado na Toyota do Brasil e na Masipack. Alunos de até 11 anos dos Colégios Harmonia e São Carlos foram os primeiros a participar da modalidade. A perspectiva é de que mais escolas, inclusive da rede pública, façam excursões nas indústrias a partir de 2019, absorvendo conceitos básicos sobre os sistemas de produção de uma grande empresa. Além das modalidades, o Turismo Industrial também é procurado por estudantes universitários e de nível técnico, inclusive de outros países.

O prefeito Orlando Morando ressaltou a ação: “Mais do que apoiar e investir no programa, como no sistema de radio visitação, a Prefeitura tem procurado inovar, abrindo as portas para diferentes públicos e fomentando essa vertente turística em todos os segmentos. O Turismo Industrial tem se tornado uma verdadeira marca de São Bernardo, proporcionando ao turista a possibilidade de ver de perto a essência da cidade, que é o potencial produtivo”.

Reconhecida como a “Capital Brasileira do Turismo Industrial“, São Bernardo do Campo também “exporta” sua expertise para várias outras cidades, como Campinas (SP), Sorocaba (SP), Santos (SP), São Paulo (SP), Caxias do Sul (RS), Blumenau (SC), Joinville (SC), Campo Grande (MS) e para Portugal (marinha Grande e São João da Madeira).

Para 2019, a estimativa para o Turismo Industrial é atingir a marca de 3.500 pessoas atendidas, número 20% superior a 2018. Há ainda expectativa de que novas empresas entrem no programa, com negociações avançadas junto à B.Grob do Brasil, Acrilex, Helsimplast e Alumbra.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here