Via varejo reduz ruptura nos pontos de venda em 30%

0
51
A empresa também obteve melhor balanceamento dos estoques e reduziu os excessos de produtos em alguns pontos da rede em 17% | Foto: Reprodução

Um dos maiores desafios logísticos da Via Varejo, responsável pelas marcas Ponto Frio e Casas Bahia, é manter o balanceamento adequado de estoques de todas as categorias de produtos em todos os períodos do ano, principalmente para que a distribuição de mercadorias ocorra de forma adequada nas lojas da rede.

Após introduzir a tecnologia e os conceitos de gestão da Neogrid, a empresa conseguiu reduzir em 30% o índice de ruptura, ou seja, a falta de produtos, em suas cerca de 1 mil lojas, assim como os itens comercializados pelos sites, ao mesmo tempo em que diminuiu em 17% o excesso de produtos em estoque.

Segundo Edgard Liberali Filho, diretor de Operações Logísticas da Via Varejo, em 2013, a empresa iniciou a busca por novas tecnologias para o controle e gerenciamento dos estoques. Para que esse movimento de mudança ocorresse com qualidade e eficiência, entre os provedores de tecnologias consultados, a Neogrid foi escolhida devido à grande experiência em plataformas de distribuição e a expertise no varejo.

“Até hoje, já implantamos a ferramenta de planejamento de distribuição, intercâmbio eletrônico de dados e o portal de agendamento de entregas de produtos. No geral, tivemos um melhor balanceamento dos estoques, reduzindo os excessos de produtos em alguns pontos da rede em 17% e a falta deles para venda em 30%, que alavancaram as nossas vendas”, destaca o executivo.

De acordo com o diretor da Via Varejo, a gestão de estoques na rede, após o projeto, ficou mais dinâmica e assertiva, pois as parametrizações do sistema como, por exemplo, estoque de segurança e ponto de ressuprimento, refletem com precisão as variações de demanda diárias. “O projeto desenvolvido pela Neogrid promoveu uma mudança efetiva na gestão de supply chain da Via Varejo, melhorando o nível de serviço para nossas lojas e, por consequência, ampliando a sua confiabilidade de trabalho junto às demais áreas da empresa”, afirma Liberali.

A função da solução de Planejamento de Distribuição (DRP) é distribuir os produtos que estão armazenados no centro de distribuição (CD) da rede varejista e atacadista entre os seus pontos de venda. “O DRP sugere quando e quanto de cada produto deve ser enviado a determinada unidade com base em parâmetros como média de vendas em cada loja, tempo que o CD leva para entregar, frequência de reposição e estoque de segurança de cada produto. E isso foi fundamental para reduzir faltas e excessos de estoque da Via Varejo”, explica o vice-presidente de operações da Neogrid, Robson Munhoz. 

Novas soluções em breve

O próximo passo da Via Varejo é implantar a ferramenta de Planejamento de Demanda e Reposição Colaborativa da Neogrid, que suportará as estratégias baseadas no sell-out (vendas ao consumidor final) da rede. Esse processo será fundamental à companhia, que pretende elevar seu investimento em 2018 e abrir de 70 a 80 lojas para ampliar a integração de comércio físico com online. A empresa está trabalhando neste ano com estoques mais elevados, diante da perspectiva de vendas maiores que no mesmo período de 2017.

As iniciativas incluem a previsão de integração completa de sistemas de logística e fiscaisaté abril deste ano, o que permitirá ao grupo ampliar as ferramentas do chamado omminichannel, conceito em varejo que se refere à integração completa de canais de venda físicos e online.

A Via Varejo obteve, no terceiro trimestre de 2017, lucro líquido ajustado de R$ 14 milhões, ante prejuízo de R$ 156 milhões sofrido um ano antes. O resultado operacional medido pelo Ebitda atingiu R$ 346 milhões, um salto de 407% ante os R$ 68 milhões obtidos em mesma etapa de 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here