Bancários não vão trabalhar aos sábados

Foto: Reprodução

Após mais um dia de negociação com os banqueiros, o Comando Nacional dos Bancários conquistou a assinatura do acordo aditivo na noite desta terça-feira (10), garantindo a neutralização dos efeitos da MP 905 do governo Bolsonaro, na categoria bancária. Desta forma, os trabalhadores não precisarão trabalhar aos sábados, domingo e feriados, mantendo a jornada de trabalho nos modelos atuais. Além disso, também ficou garantido que a PLR continuará sendo negociada pelo movimento sindical, e não individualmente, como queriam o governo e os patrões.

“Foram semanas de negociação para chegarmos a um consenso. Não iríamos admitir fazer alterações nos direitos dos bancários, uma vez que já há uma CCT em vigor, que foi negociada e assinada por todas as partes”, afirmou Ivone Silva, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e uma das coordenadoras do Comando Nacional. “A MP 905 prejudica não só os bancários. Foi adotada sem discussão com nenhuma representação dos trabalhadores e visa atender ao interesse do mercado, ampliando facilidades, flexibilizando direitos e assegurando melhor condição de lucratividade, com o falso argumento de acelerar a economia. Os trabalhadores não podem ter seus direitos ceifados dessa forma, e por isso é tão importante a organização da categoria e a mobilização constante para encarar todo tipo de retrocesso”, completou. A vigência do aditivo vai até dezembro de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here