Sobrou dinheiro este mês

“O brasileiro está “acostumado” a pagar todas as suas obrigações, suas contas, seus empréstimos e só depois, com o que sobrar e se sobrar, pensar em investir, em guardar dinheiro”, comenta Biagioni Junior | Foto: divulgação

*Por Sérgio Biagioni Junior 

Ufa, o mês acabou, todas as contas foram pagas e ainda sobrou dinheiro! Que ótima notícia, que sensação prazerosa saber que há dinheiro disponível em conta corrente.

Agora, com aquele valor que “sobrou”, você vai pensar o que fazer, onde investir, onde guardar, certo?

Claro que sim, a atitude de investir e de poupar esta sempre correta, porém, o momento escolhido para guardar seu dinheiro é que está errado.

Não é no final do mês, ou após todas as contas e despesas terem sido quitadas, que você tem que pensar em investir.

Mas sabe por que isto acontece?

• Primeiro, porque esta é a atitude mais comum da maioria dos brasileiros. O brasileiro está “acostumado” a pagar todas as suas obrigações, suas contas, seus empréstimos e só depois, com o que sobrar e se sobrar, pensar em investir, em guardar dinheiro.

• Segundo, em função de uma crença limitante extremamente enraizada, onde, por clara falta de educação financeira, só se guarda o que sobra. Não há disciplina em poupar.

Por isto, você tem que inverter esta ordem em suas finanças.

O que eu quero dizer?

Quero dizer que a primeira pessoa que você deve pagar é você! Sim, você mesmo! Não estou ficando louco, não.

Afinal, foi você quem trabalhou duro, suou e correu para ganhar este dinheiro, então, natural que esteja em primeiro lugar para receber sua parte.

Caso contrário, só lhe restarão as sobras, isso mesmo, as sobras!

Você nunca conseguirá se planejar para viajar, comprar um carro, pagar o estudo de seu filho ou mesmo garantir sua aposentadoria, guardando sobras. E o pior, em muitos meses não há “sobras”.

Quer um exemplo prático e fácil disto?

Experimente deixar dinheiro disponível em sua conta corrente, após já ter pago todas as suas contas do mês. Pode ter certeza que sempre aparecerá alguma oportunidade inadiável para você gasta-lo.

O dinheiro passará pela sua conta, por suas mãos e, se não houver disciplina nas atitudes de investimento, ele literalmente voara!

Portanto, não espere sobrar para investir.

Tenha pleno conhecimento de todos seus custos e despesas mensais e também qual o valor deseja guardar/investir mensalmente, pois assim que seu salário entrar, que a comissão “cair” na conta, aplique!

Lembre-se que a disciplina será sempre sua melhor aliada.

Boa sorte!

*Sérgio Biagioni Junior trabalhou mais de 25 anos no mercado financeiro, é formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Banking, MBA em Controladoria e Custos. Cursa pós-graduação na PUC-RS em Planejamento Financeiro e Finanças Comportamentais. Atualmente é mentor e planejador financeiro especializado em profissionais liberais, pessoas físicas e finanças familiares. E-mail falandofacil123@gmail.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here