Parque Chico Mendes, em São Caetano do Sul, passará por ampla reforma

Anúncio das intervenções foi feito na tarde de hoje (10) | Arte: Divulgação

O prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, assinou a ordem de serviço para início das obras no Espaço Verde Chico Mendes, em evento realizado nesta segunda-feira (10), no Palácio da Cerâmica. As intervenções serão iniciadas nos próximos dias.

“As áreas verdes tiveram atenção mais do que especial em nossa gestão. Além da reforma em todos os parques da cidade, construímos, em 2018, o Espaço Cerâmica Tom Jobim e estamos com o Parque Matarazzo, no Bairro Fundação, e o Parque Tamoyo, no Bairro Cerâmica, já engatilhados”, pontuou Auricchio.

Durante a apresentação do projeto, o prefeito detalhou a obra. “Haverá substituição dos muros de fechamento do parque por gradil orsometal, trazendo um novo conceito arquitetônico ao parque. O estacionamento superior dará espaço a uma nova praça cívica e as entradas terão novas guaritas”, ilustrou. “Construiremos um espelho d´água, área para redários coberta por pergolado em madeira, reformaremos os equipamentos esportivos e sanitários, instalaremos novos bebedouros e trocaremos a iluminação por LED, sem esquecer da questão da acessibilidade.”

Para a secretária de Obras e Habitação, Maria de Lourdes da Silva, o Parque Chico Mendes ficará ainda mais aprazível e vistoso com a renovação dos espaços. “Será um lindo presente para a cidade. Sabemos que obras trazem alguns transtornos, mas contamos com a compreensão de todos. O resultado final será compensador”, comentou Maria de Lourdes.

A conclusão das obras está prevista para o segundo semestre de 2020 e o valor contratado é de R$ 1,8 mi. Deste total, R$ 1 mi é advindo de emenda parlamentar do deputado federal Alex Manente.

Mudanças

A partir dos próximos dias, haverá interdição dos estacionamentos do Espaço Verde Chico Mendes. Com as obras, novas vagas serão disponibilizadas no entorno do parque. “Implantaremos o estacionamento rotativo em alguns pontos, a fim de permitir que mais pessoas possam usufruir das vagas e, consequentemente, do local. Essa é uma prática adotada em grandes metrópoles e que visa privilegiar o coletivo, não somente o individual”, finaliza Auricchio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here