Como programas de capacitação ajudam empreendedores a crescer?

Apoio de especialistas, networking, mentorias e aceleração estão entre os recursos que fortalecem o mercado de tecnologia

Foto: Freepik

Para inovar no empreendedorismo é preciso conhecer as regras do jogo e, principalmente, as estratégias que ajudam a sistematizar problemas e oferecer soluções eficazes aos clientes. No setor de tecnologia, um dos caminhos para que isso ocorra é por meio de  iniciativas públicas e privadas, que desenvolvem programas voltados a capacitar empresas e seus fundadores, oferecendo ferramentas de estudo e mentorias com especialistas. As iniciativas podem vir com formatos diversos, destinados às startups em diferentes níveis de maturidade, desde aquelas ainda em etapa inicial até aquelas que têm clientes e buscam por crescimento acelerado. Alguns exemplos de grupos que trazem estas iniciativas são: o InovAtiva Brasil, a Darwin Startups, a Endeavor e os programas do Sebrae, como o Startup SC.

Em 2017, a Área Central, empresa especialista em gestão de redes e centrais de negócios, participou do programa de capacitação do Startup SC, idealizado pelo Sebrae de Santa Catarina. Jonatan da Costa, CEO da empresa sediada em Rio do Sul (SC), comenta que a passagem foi muito significativa, pois auxiliou na validação e na criação de processos, com o objetivo de melhorar a gestão do negócio como um todo.  “Acredito que um dos maiores benefícios foi a ampliação da rede de relacionamento. Com esses contatos aprendemos maneiras de enfrentar desafios que outras empresas já tinham superado”, comenta o empreendedor.

Além de fomentar a conexão entre as empresas e ecossistemas de inovação, programas para startups são uma oportunidade de desenvolvimento para as empresas que estão longe capitais e outros centros de negócio.  Alexandre Souza, gestor do Startup SC, projeto que faz capacitação de empreendedores desde 2013 e já atendeu 270 startups e 892 empreendedores,  muitos talentos estão se formando e soluções surgindo em cidades afastadas dos grandes centros. “Por isso, o projeto tem se dedicado a levar até o interior, por meio das capacitações, os principais conceitos,  estratégias e boas práticas relacionadas aos negócios,  principalmente os de empreendedorismo com soluções tecnológicas”, destaca. As inscrições para a edição 2021 estão abertas até o dia 24 de março no portal online do Startup SC, neste link.

A Effecti, startup especializada em tecnologia para licitantes, com sede em Rio do Sul, cidade da região Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina, se enquadra nesse contexto.  A empresa já passou pelo InovAtiva, Empretec, Startup SC e Scale up Endeavor e, segundo o CEO Fernando Salla, participar de programas de capacitação fez toda a diferença para a empresa. “Todos os aprendizados e network que acontecem nesses programas são fundamentais, ainda mais quando se está no interior e não existe um ecossistema para troca de experiências. Quando iniciamos a Effecti, em 2013,  éramos só programadores com um bom produto, mas viramos a chave e nos tornamos empreendedores após essas capacitações, vimos a importância de cuidar de todas as áreas da empresas para conseguir crescer”, relata.

Conhecimento estratégico para acelerar os negócios

Um dos benefícios apontados por diferentes empreendedores que passaram por programas de capacitação é a confiança para tomar decisões estratégicas do negócio e saber o momento de buscar recursos , investimentos, vender a empresa ou acelerar.  Segundo o gestor do Startup SC, Alexandre Souza, a segurança para saber qual o próximo passo a ser dado nas empresas é fruto do conhecimento estratégico adquirido ao longo de mentorias e relacionamento com líderes e referências do mercado.

A Kyte, que oferece uma plataforma de vendas e gestão para digitalização de pequenos comércios, participou do Startup SC em 2020. Para o CEO, Guilherme Hernandez, um dos principais benefícios do programa foi a possibilidade de aumentar o networking. “Pudemos conhecer outras startups do ecossistema, trocar experiências e ter muitos aprendizados”, comenta. O CEO da Kyte também destaca a importância das mentorias, como a de planejamento financeiro. “Estávamos em fase de captação de investimento e o programa nos ajudou na estruturação para esse momento”, explica. A startup acaba de receber seu primeiro aporte dos fundos DGF Investimentos, Caravela Capital e Honey Island Capital, no valor de R$ 5,5 milhões. Situação semelhante aconteceu com a Effecti, que foi adquirida recentemente pela Nunivi,  grupo de empresas de Software as a Service (SaaS) criado pelo empresário e investidor Pierre Schurmann. “Todas as capacitações que passamos nos deram segurança para saber o momento dar esse passo”, relata Fernando Salla, CEO da startup.

Mais uma das empresas que conseguiram acelerar o negócio a partir da capacitação foi a Prevision, construtech desenvolvedora de uma plataforma de planejamento eficiente de obras, que participou do Startup SC em 2018. Paula Lunardelli (CEO), afirma que o projeto aborda todos os pontos essenciais às startups, como conteúdos, mentorias e redes de relacionamento.  “O Startup SC é, sem dúvida, o melhor programa para que as empresas consigam dar os primeiros passos na conexão com o mercado e seguir com sustentabilidade até seu propósito”, relata. A CEO complementa que o Startup SC também foi muito importante na velocidade de crescimento da construtech. “Antes do programa, tínhamos os primeiros clientes e, ao fim de 2018, crescemos 4 vezes. Hoje, geramos eficiência para mais de 500 obras pelo Brasil”.

Atualmente, existem programas para empreendedores em diferentes momentos da carreira, dependendo do foco dos idealizadores e das necessidades das empresas. As atividades são pensadas para mentorear desde projetos que estão em fases iniciais, desenvolvendo o Mínimo Produto Viável,  até aqueles que buscam por clientes e captação de recursos. Segundo Souza, do Startup SC, nos programas são apresentadas toda a ciência por trás do empreendedorismo. “Os participantes saem prontos, com conhecimento estratégico e por dentro dos termos do ecossistema e, a partir das lições aprendidas, podem seguir a busca por crescimento no mercado.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here