Filho Sem Fila se torna diferencial na escolha da escola dos filhos

0
449

Escolher a escola em que um filho estudará envolve mais do que aspectos financeiros. É comum ouvirmos relatos de pais que, mesmo com o orçamento apertado, optam por instituições que ofereçam benefícios que superem suas expectativas, portanto, é possível agregar valor ao seu serviço e aumentar significativamente as chances de atrair um aluno (ou retê-lo).

Funcionários da escola têm informações completas sobre o aluno.

Mas afinal, o que mais chama a atenção dos pais na hora de decidir pela escola do filho? Como encantá-los? Além da qualidade de ensino, capacitação técnica dos professores e cursos extra-curriculares; outras questões também são observadas atentamente e colaboram na hora da decisão: estrutura física, segurança, comunicação, segurança alimentar, tecnologia da educação, limpeza, valores e estímulo ao desenvolvimento cognitivo, físico e social.

No topo do ranking
Entre os itens mais importantes de acordo com os pais, a segurança é disparado o assunto mais relevante (seja dentro das escolas, quanto nas ruas do entorno). A administradora Priscila Barucco Grubba Nardy, de 40 anos, é mãe de um menino de 1 ano e 7 meses e contou que visitou cinco escolas antes de se decidir. “Considerei a estrutura física, avaliando se existiam riscos de acidentes mais sérios; tipo de móveis e disposição; como as salas de aulas estão alocadas e se obedecem uma ordem conforme o ano escolar dos alunos; e reparei na exposição das crianças menores e bebês dos demais”, contou Priscila. “Outra questão, foi a forma como a instituição lida com a retirada do aluno de suas dependências. Conquistou a minha confiança, ao tomar conhecimento de que a escola que escolhi utiliza tecnologia para preservar pela integridade do meu pequeno. Apenas pessoas autorizadas formalmente e com foto de identificação podem buscar meu filho”, disse ela.

Hoje em dia, existem algumas ferramentas que são aliadas das escolas para resolver questões que envolvem segurança de forma moderna e prática. O sócio-diretor do aplicativo Filho sem Fila explica que soluções para resolver grandes problemas vivenciados na saída dos alunos arrebatam a confiança dos pais. “Imagine a satisfação de um pai quando ele tem reduzido em 75% o tempo de espera pelo filho na porta da escola, fica menos exposto a violência urbana, não corre risco de cometer infrações de trânsito e, principalmente, tem a tranquilidade de que nenhum estranho pegará seu filho”, aponta Leo Gmeiner.

O Filho sem Fila garante que todos os funcionários da escola, não apenas os da portaria, saibam quais são as pessoas autorizadas a retirar cada criança, com fotos e documentos. Antes de sair de casa ou trabalho para buscar os filhos, os pais ou responsáveis avisam à escola, com um único toque no aplicativo, que estão a caminho e, ao se aproximar, um aviso é enviado automaticamente com a antecedência necessária, para que o aluno seja preparado para a saída. Desta forma, basta, ao responsável, encostar o carro na porta da escola e o estudante embarcar, sem que seja necessário procurar por uma vaga na rua e estacionar.

Outro ponto levantado pelos pais é a importância de serem informados sobre o que acontece com as suas crianças quando estão na escola. Por isso, além das ferramentas tradicionais (e-mails, reuniões de pais), é recomendável utilizar o WhatsApp ou criar grupos fechados no Facebook para posts do dia a dia.

Por isso, de forma ainda mais moderna e prática, o colégio pode usar as funções Agenda e Comunicados (disponíveis inclusive no app Filho sem Fila) para enviar fotos, links e textos para pais específicos, turmas ou para todos os responsáveis de forma simples e intuitiva.

Com os olhos dentro da escola E para os pais que desejam acompanhar o filho durante o período escolar? Câmeras instaladas nas diversas dependências do prédio e interligadas a um sistema de monitoramento permitem acesso remoto e controlado.
O sócio-fundador da Berith Tecnologia, Marcello Valcézia Castro Nascimento, explicou que este serviço é muito simples, porém, fundamental na gestão escolar. “O acesso das imagens é feito pelo site e permite total controle da escola. Por meio de um painel web prático e intuitivo, a escola controla os dias, horários e câmeras que os pais visualizarão, utilizando login e senha individuais, com acesso pelo desktop e smartphones”, detalha Nascimento.

Alimentação como atrativo Vale a pena mostrar que a escola investe em educação nutricional. Ter um profissional acompanhando a rotina dos alunos, fornecendo orientação sobre o consumo de alimentos saudáveis e o cardápio ideal, também é um fator decisivo (principalmente para as crianças que sofrem algum distúrbio alimentar). “Em cada fase, a criança precisa de alimentos adequados para o bom crescimento e desenvolvimento. Por isso, a importância de um cardápio específico para cada faixa etária favorece a boa aceitação e nutrição. A educação alimentar inicia-se o quanto antes, por meio de atividades lúdicas, práticas e vivências da criança com o alimento e o meio que a cerca”, salientou a nutricionista Fabíola Lomes, da Bio Nutri Assessoria e Consultoria Nutricional.

Além disso, ao contar com os serviços de um nutricionista, a escola está respaldada por um profissional que orienta e supervisiona a alimentação escolar, informa sobre as adequações necessárias e implementa esse serviço de acordo com a legislação.
Para Leo Gmeiner, “atualmente, uma instituição escolar precisa ser criativa e inovar, ir além de uma grade pedagógica de qualidade e uma estrutura adequada. As pessoas querem mais e, estão cada vez mais exigentes. E estamos no momento de planejamento 2018. Por isso, oferecer mais e melhor, com custo reduzido ou zero é a receita para atrair alunos”, aconselhou Gmeiner.

Sobre o Filho sem Fila
O aplicativo foi idealizado e desenvolvido em 2013, a partir da necessidade de um pai que identificou um método de perder menos tempo durante esta rotina diária, além, é claro, de manter os alunos e os pais mais seguros. O Filho sem Fila é o primeiro aplicativo a proporcionar segurança e agilidade a alunos, pais e equipes escolares durante a saída.

Atende mais de 100 escolas em todo o País, e está presente em 11 Estados e 30 cidades, nas quais promove economia de cerca de 30 horas/ano para cada pai que utiliza o sistema diariamente. Atualmente, são aproximadamente 30 mil alunos e 50 mil pais ou responsáveis usuários do sistema.

Alguns números:
Ganho de 30 horas/ano por pai
Cerca de 80 mil usuários entre alunos e responsáveis
900 mil chamados de alunos
Mais de 200 mil horas economizadas

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here