Incubadora abre processo seletivo para startups de impacto socioambiental

Da redação
Até 30 de setembro, startups que tenham foco em desenvolver soluções escaláveis e rentáveis, poderão participar do edital 2018 da abeLLha, incubadora de negócios de impacto. Fundada por Ana Julia Ghirello, ex COO da OLX, a abeLLha tem como objetivo desenvolver três projetos tragam melhorias para a sociedade.
“Queremos encontrar projetos que gerem impacto em grande escala e resolvam algum problema recorrente na sociedade. Entendemos que cada um pode ser determinante na mudança que deseja ver no mundo e que podemos fazer o bem e lucrar com isso também”, explica Ana Julia.
O pré-requisito único é que as startups devem desenvolver soluções para pelo menos um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Após a seleção, as startups terão  acompanhamento quinzenal, durante um ano, por meio da metodologia de incubação de negócios da abeLLha, acesso ao espaço e a toda a rede de empresas e profissionais que fazem parte da estrutura da empresa.
O custo do programa de incubação varia de acordo com a renda familiar do empreendedor, podendo chegar, no máximo, a R$ 650 por mês. Além disso, a incubadora não fica com nenhuma porcentagem do negócio.
Esta será a terceira turma de incubados da empresa. Alguns dos “graduados” são: o Lukre, startup que promove transparência na conciliação de transações de cartão de crédito e débito para pequenos negócios; e a Re-Ciclo, que realiza a coleta do “lixo” orgânico de casas e condomínios e transforma esse material em adubo rico em nutrientes para jardinagem e hortas.
As inscrições, podem ser feitas no portal www.abellha.co e os resultados serão divulgados em 1º de dezembro de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here