Parque Tecnológico de Santo André fecha parceria com Rhodia Solvay

Empresa se junta a Mercedes-Benz, Prometeon, TIM e às outras 16 empresas do Cofip ABC para promover desafios de inovação

Foto: Alex Cavanha/PSA

O Hub de Inovação do Parque Tecnológico de Santo André fechou sua 20ª parceria para fortalecer o ecossistema de inovação e empreendedorismo da região. A Rhodia Solvay Group se junta a empresas como Mercedes-Benz, Prometeon, TIM e às outras 16 empresas do Cofip ABC para promover as pesquisas, novos produtos e processos de forma sistemática e continuada.

Com a parceria, Rhodia Solvay Group e Parque Tecnológico de Santo André deverão promover desafios de inovação nos próximos meses, bem como foi feito recentemente com Prometeon e Mercedes-Benz.

Para o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, a Prefeitura de Santo André está atenta aos quatro maiores desafios da indústria têxtil para 2020 e 2021, que é a retomada pós-pandemia, a adoção da Indústria 4.0, a gestão humanizada e a sustentabilidade.

“O Governo do Estado apontou 11 polos de desenvolvimento econômico estratégicos em São Paulo. Destes, o ABC tem sete, sendo um deles o têxtil. Além disto, de acordo com dados da Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), no primeiro quadrimestre de 2021 houve uma alta de 36% na produção do setor. Estamos atentos a isto e agora o importante setor têxtil será representado no Hub pela Rhodia, que tem uma história muito importante para o desenvolvimento econômico da cidade, pois está sediada aqui há mais de 100 anos. Com a aproximação com o Hub, que coloca em contato a iniciativa privada com os centros de pesquisa, estudos, laboratórios e startups, esse seguimento tende a se desenvolver ainda mais”, disse Banzato.

Curiosamente, o Parque Tecnológico de Santo André já tinha uma relação com a Rhodia, esta mais física. A Prefeitura está em vias de conseguir a liberação de recursos para a construção do Centro de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo (Cite), que terá sede na antiga área da Rhodia Química, em cerca de 7 mil metros quadrados de área construída.

O piso térreo trará áreas de exposição, eventos, apresentações, treinamentos, entre outros. Já o piso superior reservará salas integradas para reuniões, apoio administrativo, coworking, entre outras atividades. Assim, os interessados poderão participar por concessão aberta, direcionada, locação de espaços, parcerias institucionais e naming rights. Serão investidos R$ 27 milhões oriundos do Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio da Caixa Econômica Federal, somados a R$ 2 milhões de contrapartida da Prefeitura. A expectativa de entrega é entre 2022 e 2023.

O Parque Tecnológico, por intermédio do Hub de Inovação, tem auxiliado na integração entre empresas, universidades, institutos de pesquisa, startups, governo e órgãos de fomento para potencializar a inovação aberta no ABC.

O programa faz a ligação entre estas empresas e startups, universidades, Centros Tecnológicos e ICTs da região, promovendo maior integração e fortalecimento do ecossistema de inovação do ABC.

Ações de inovação

Além do Hub de Inovação, o Parque Tecnológico de Santo André também conta com o Bureau de Serviços Tecnológicos, estrutura integrada de atendimento que unifica a rede de serviços tecnológicos da cidade de Santo André e região. A ferramenta da Prefeitura de Santo André faz parte do Parque Tecnológico de Santo André e oferece mais de 120 serviços.

O Parque Tecnológico e de Inovação é parte fundamental da política de desenvolvimento econômico já em operação pela Prefeitura e tem como missão promover a inovação e competitividade nas empresas, potencializando as estruturas já existentes na cidade e região, estimulando a extensão tecnológica nas instituições de ensino superior e atuando nas oportunidades econômicas do ABC.

O Parque Tecnológico de Santo André traz em sua essência a integração e colaboração entre os atores locais de ciência, tecnologia e inovação, e irá se somar às estruturas já existentes das sete cidades que compõem o Polo Tecnológico do ABC, uma região com economia altamente relevante para o país, com o quarto maior PIB do Brasil, terceiro maior valor adicionado da indústria e com o quinto maior mercado consumidor do país.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here