Primeira startup nordestina de educação básica é selecionada para programa da Endeavor

O Explicaê, startup de educação que ajuda jovens a se prepararem para o Enem e vestibulares, acaba de ser selecionado para o programa de aceleração da Endeavor com foco em scale-ups – empresas maduras e inovadoras com soluções já validadas pelo mercado, com modelo de negócios escaláveis e em estágio de crescimento acelerado.

A Endeavor, rede global formada pelos empreendedores e empreendedoras à frente das scale-ups que mais crescem no mundo, selecionou 63 scale-ups, sendo 14 nordestinas para a primeira turma de 2021 do Scale-up Endeavor, que acontece de fevereiro a junho. O Explicaê é a primeira empresa sergipana a ser escolhida para o programa de aceleração.

Segundo Bruno Oliveira, CEO do Explicaê, participar deste programa é atualmente o acontecimento mais importante da história da marca, que a coloca como uma Scale-up, ou seja, uma empresa com um modelo de negócio validado, operação robusta para escala acelerada, time estruturado para o crescimento, inovadora e, principalmente, com foco na velocidade de execução e escalabilidade. “Em cinco anos de história conseguimos ser reconhecidos como uma empresa de crescimento sustentável e que pode alcançar patamares ainda maiores”, afirma.

“Queremos que essas empresas continuem nessa jornada de crescimento, por isso auxiliamos na estruturação das bases para que atinjam um novo patamar. Isso ocorre por meio de mentorias individuais, coletivas, conexões com corporações e com todo o ecossistema da Endeavor”, explica Vinícius Bergamini, gerente de aceleração de negócios da Endeavor.

Só em 2020, a Endeavor acelerou 243 scale-ups de 11 estados brasileiros diferentes. Juntas, elas tiveram um crescimento médio de 78% e empregaram 18 mil pessoas. Além de alcançarem a marca de faturamento médio de R$4,4 bilhões e mais de 5 bilhões de reais captados por essas scale-ups.

“Nos últimos anos temos vivido marcos importantes na nossa trajetória. Em 2020 tivemos a oportunidade de fechar uma parceria com o Governo do Estado de São Paulo durante a pandemia de Covid-19, oferecendo gratuitamente nossa plataforma de estudos para mais de 1 milhão e meio de alunos da rede pública, levando a outras parcerias com os Governos dos Estados do Sergipe e do Amazonas. Além disso, começamos 2021 com o criação de uma nova empresa, a EXP for School, que por meio de outra parceria, com a D2L, empresa canadense de tecnologia, pudemos unir nossos expertises e oferecer um serviço de ensino remoto pensado principalmente nas necessidades das pequenas e médias escolas que precisam se adaptar ao ensino híbrido”, comenta Oliveira.

Em 2020 o Explicaê chegou a um faturamento de 6 milhões, 197% a mais que em 2019, dobrou o time e fechou o ano com uma base de 203 mil alunos ativos. “A nossa meta é crescer mais que a média (194%) de todos os anos, ou seja, 300%, em relação a 2020. E chegar a 800 mil alunos. Para isso estamos investindo na profissionalização da nossa gestão, ajustes de processos, lançamentos de novos produtos e modelos de consumo do conteúdo. E com a mentoria da Endeavor essa é uma meta bem realista”, comenta Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here