Programa “Startup SP” do Sebrae terá “startalks” e evento estadual neste semestre

O gestor regional do Startup SP, Fabio Costa de Souza, destaca que os participantes do programa têm quatro meses de imersão no empreendedorismo, para validar ou “pivotar” o negócio | Foto: Arquivo

Vivian Silva

O Startup SP, programa de desenvolvimento de startups digitais do Sebrae-SP, está com inscrições abertas até 31 de janeiro, em sete localidades, entre elas, o ABC. O programa que ocorre duas vezes ao ano, tem novidades neste semestre: os Startalks, encontros com temas pré-definidos e aberto ao público, e o Demoday Estadual, evento que escolherá as melhores startups do estado de São Paulo.

As novidades são antecipadas com exclusividade ao Negócios em Movimento, pelo consultor de Gestão e gestor regional do Programa Startup SP do Sebrae, Fábio Costa de Souza. O 1º Startalk terá como tema Fail Tech. “A gente abrirá ao público, para que ele tenha contato real com a jornada das startups. É um evento só para falar dos erros, para tirar um pouco do glamour e mostrar o mundo real do empreendedorismo”, detalha Souza.

Serão ao todo seis Startalks, o primeiro ocorrerá em fevereiro – a data e o local exato serão divulgados, em breve. Cada edição contará com um mentor, ou empresário, que abordará o tema pré-definido. Estes encontros – abertos ao público – acontecerão ao longo do programa Startup SP, marcado para ocorrer de março a junho de 2020.

Já o Demoday Estadual reunirá uma startup de cada localidade participante do programa Startup SP. Então, uma banca julgadora escolherá as melhores startups do estado de São Paulo. Atualmente, o programa Startup SP já realiza o Demoday, como se fosse a “formatura” dos participantes no programa Startup SP, porém o evento é realizado individualmente em cada cidade/região, ou de acordo com o escritório regional do Sebrae.

O programa
O Startup SP ocorre desde 2016. Está na 3ª edição no ABC. Ao longo deste período, cerca de 500 startups participaram da iniciativa gratuitamente. Na prática, os inscritos são avaliados pela equipe do Sebrae, as 20 startups mais bem avaliadas são convocadas para participar de um pitch, desta etapa são selecionadas as dez startups para o programa.

A partir daí, são quatro meses de pura imersão no empreendedorismo, com encontros semanais. Então, o empreendedor poderá avaliar se está no rumo certo com a startup, ou se será preciso pivotar o negócio.

De acordo com o gestor do programa, os participantes passam por várias etapas para validar a startup e, entre as metodologias, está a do Design Sprint: “É um negócio maravilhoso, é a tecnologia de solução do Google, a gente pega um dia para falar do problema e outro dia para falar da solução, eles têm que levar clientes reais”, conta Souza.

Além disso, o programa tem como objetivo “conectar as empresas de tecnologias com as empresas tradicionais, do Comércio, Serviço e Indústria. Ou seja, traduzir para as PME’s (pequenas e médias empresas) que a tecnologia não é realidade somente das grandes empresas”, destaca o gestor do Sebrae.

Reconhecimento
Entre as empresas que passaram pelo programa Startup SP no ABC, muitas tiveram ótimos resultados e são referências no mercado. “Das dez startups que realizaram o programa em 2019, a Medei (São Caetano do Sul) participou de um evento em Santa Catarina e com seu pitch, ganhou uma viagem à China. A empresária Fernanda Medei teve acesso a esse incrível ambiente de tecnologia. A Hion Tecnologia (Santo André) realizou um pitch de Indústria 4.0 em São Paulo, num evento da CNI (Confederação Nacional da Indústria), com seu desempenho, recebeu o convite para uma Feira na Rússia de Indústria 4.0. Já a Paymenu (Santo André) depois do Startup SP entrou no Inovativa, um dos programas mais estruturados do ecossistema no País”, conta Souza.

Vale destacar ainda outras startups que participaram do programa e se tornaram referências no mercado. “Apponte.me, Bilheteria Express, Engage, Let Project e Receptiva cresceram mais de 100% ao ano e continuam aumentando sua relevância nos seus mercados”, afirma o gestor do Sebrae.

Para Souza, estes ótimos resultados só provam que o ABC tem um ecossistema de startups, cada vez mais, amplo e estruturado.

1 COMENTÁRIO

  1. Momento muito bacana do ambiente inovador do ABC! Parabéns empreendedores pela dedicação e cultura do give back. Estive na Estônia, considerado hoje um dos principais polos do mundo em desenvolvimento de negócios em tecnologia, e a conexão e troca entre empreendedores é o que faz a diferença.

    Parabéns SEBRAE e todos os parceiros pelo trabalho, principalmente ao Fábio! Conectar empreendedores na trilha certa exige conhecimento e profundidade, e isso, pelos resultados apresentados, está fazendo toda a diferença.
    Sucesso a todos! Fica o convite para fazermos uma ponte entre o ABC e ecossistema de Sorocaba!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here