Startup apresenta solução para a falta de troco no varejo

A "Troco Simples" tenta acabar com o problema gerado pela falta de moedas no mercado | Foto: Reprodução

A startup Troco Simples – criadora de uma tecnologia que reverte as moedas comuns de troco em moedas digitais para facilitar a vida dos varejistas – este ano espera gerar mais de 5 milhões em transações de troco digital. Atualmente com 15 pessoas, o objetivo da startup é usar a tecnologia como aliada para solucionar o problema da falta de troco de forma intuitiva, de um jeito rápido e simples que dispensa até mesmo o uso de aplicativos.

No final de 2019, a startup recebeu um aporte da Astella Investimentos, fundo comandado por Edson Rigonati e Laura Constantini com a intenção de ajudar a empreendedores com propósito, talento e ousadia para construir as empresas que vão mudar o futuro do Brasil. Com a importante rodada de investimentos, a Troco Simples pretende estender suas operações para outros estados, além do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Goiás.

Funciona assim: com a falta de moedas, varejistas encontram dificuldades na hora de fornecer o troco. Pensando nisso, a startup criou o conceito de troco digital, que nada mais é que devolver o troco diretamente no CPF do cliente, podendo inclusive ser usado em uma próxima compra ou em qualquer estabelecimento vinculado a Troco Simples.

Anderson Locatelli, diretor executivo da startup conta como transformaram a dor de muitos comerciantes em solução para os varejistas. “Hoje muitas pessoas não querem carregar moedas por aí, mas no mundo digital elas podem render. Além disso, a maioria das pessoas também optam por arredondar o troco, o que pode gerar alguns problemas negativos. Então resolvemos digitalizar a moeda, que pode ser acumulada ou transferida diretamente para a conta bancária do consumidor”, explica.

Transformação digital no varejo

Fundada em Lages – Santa Catarina, no fim de 2016 –, a Troco Simples hoje instalada em Curitiba, surgiu para simplificar transações financeiras que envolvem dinheiro em espécie. A startup oferece uma solução integrada ao sistema de Transferência Eletrônica de Fundos (TEF) e frente de caixa (PDV) que possibilita aos varejistas transformar as moedinhas em troco digital. Ao final das compras em dinheiro a entrega do troco é feita de forma segura diretamente no CPF do consumidor, que tem como primeira opção deixar o dinheiro render ou utilizar o saldo recebido no próprio estabelecimento ou outro conectado à rede Troco Simples, transferir o valor para conta bancária, entre outros serviços.

Posteriormente, baixando gratuitamente o aplicativo da startup, o consumidor consegue consultar quanto tem de saldo. O dinheiro acumulado na plataforma pode render até 6% ao mês ou ser utilizado para recarregar crédito no celular; cartão de transporte e até mesmo doar para causas humanitárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here