Startup de minimercado autônomo expande operações

Startup planeja chegar a 20 lojas no estado de São Paulo até o fim do ano

Foto: Thiago Viana Fotos & Videos

A Minha Quitandinha, startup de tecnologia em varejo, está a pleno vapor com seu projeto de expansão e abriu as primeiras unidades nas cidades de São Paulo, Osasco, Itu, Salto, Sorocaba e São Carlos. Até o fim deste mês, inaugura também as primeiras unidades no município de Ribeirão Preto – lá serão duas de uma só vez. O modelo inovador de minimercado autônomo criado pela startup pode ser instalado dentro de condomínios residenciais, empresariais e centros esportivos, que funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana, sem a necessidade de funcionários. A expectativa até o fim do ano, no estado paulista, é ter 20 lojas e R$300 mil de faturamento mensal. A meta da empresa é chegar a 300 lojas até o final de 2022 em todo Brasil. A estrutura da startup está sendo ampliada também, já que antes o escopo era mirar em locais com fluxo de 500 pessoas, em média.

“Já temos unidades em cidades como Osasco, Salto e São Carlos e avaliamos que nossa entrada na maior metrópole da América Latina já não podia mais ser adiada. Sabemos que nosso modelo agrada aos paulistanos, visto que tem tudo a ver com o estilo de vida da cidade, e já estamos abrindo novos pontos nos próximos meses. São Paulo é uma cidade muito importante e estratégica para potencializarmos nosso negócio e crescermos ainda mais”, afirmou Douglas Pena, CRO e sócio da startup.

A Minha Quitandinha não requer muito espaço, sendo o mínimo de 2m², podendo ser no hall de entrada, recepção, corredor ou até mesmo em uma vaga de garagem. O layout é pré-definido e personalizado para cada projeto de acordo com a área e caso desejável, podendo ser instalado em um container, se for numa área externa, e white label, formato em que a estrutura é a mesma, mas o nome do minimercado é adaptado à localidade. A startup é intuitiva e as compras são realizadas via aplicativo gratuito, que permite um passo a passo bem simples: escanear o código de barra dos produtos e pagar diretamente pelo app.

Com 30 lojas instaladas nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Pará, a startup enxerga um grande potencial para crescer com este modelo de negócio, já que entre os benefícios de se fazer compra em um mercado autônomo estão a conveniência, praticidade, economia de tempo e segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here