Especialista comenta como doenças virais afetam o psicológico das pessoas

A psicóloga Ana Beatriz Cintra explica que: “Sentir medo é saudável, ele é um mecanismo de defesa, uma reação natural que visa minimizar riscos e preservar a vida. O pânico não é uma reação saudável” | Foto: Freepik

Atualmente, as doenças virais se propagam na velocidade da luz. No entanto, a falta de informação ou fake news causam pânico na população, que sai desesperada a procura de álcool gel e máscaras descartáveis para se “proteger” da doença. Essa é a primeira reação psicológica que a pandemia causa: o medo, conforme explica a psicóloga Ana Beatriz Cintra.

“Sentir medo é saudável, ele é um mecanismo de defesa, uma reação natural que visa minimizar riscos e preservar a vida. O pânico não é uma reação saudável e pode transformar em um agente paralisador ou desencadear decisões impensadas. Por esse motivo, o equilíbrio emocional é tão importante para gerir qualquer crise”, afirma Ana Beatriz.

Uma pandemia também pode provocar outros transtornos como ansiedade e transtornos pós-traumático (TEP), ou transtorno de ansiedade generalizada (TAG). Tardiamente, em menor grau, pode ocorrer a depressão por estresse.

Assim, a recomendação é obter orientações de fontes confiáveis sobre o coronavírus, para minimizar o medo. Ele é contagioso sim, no entanto, afeta com mais gravidade pessoas com doenças crônicas e idosas.

Mantenha bons hábitos de higiene. Evite colocar as mãos na boca, olhos e nariz. Ao espirrar use lenço descartável ou antebraço. Mantenha distância segura de 2 metros de quem espirra. E, o mais importante: permaneça equilibrado para tomar as melhores decisões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here