Professores serão homenageados com aplausos nesta sexta-feira

Docentes receberão uma salva de palmas nesta sexta-feira (31), às 20 | Foto: Freepik

Diante da pandemia da Covid-19, e no meio de tantas desigualdades e disparidades no País, dez organizações da sociedade civil lançam a campanha Aplauda um professor. O ato oficial em homenagem aos docentes está marcado para sexta-feira (31), às 20h, quando os organizadores convocam uma salva de palmas nacional (pode ser da janela da sua residência), para valorizar a educação e atuação dos docentes nesse desafio coletivo.

O aquecimento para a grande mobilização já começou, com vídeos gravados por diversas pessoas e, posteriormente, postados nas redes sociais. Para aderir ao movimento basta utilizar a hashtag (#AplaudaUmProfessor), ao publicar o vídeo.

A iniciativa é encabeçada pelas entidades: Associação Nova Escola, Conectando Saberes, Ensina Brasil, Fundação Lemann, Fundação Roberto Marinho, Fundação Victor Civita, Instituto Península, Porvir, Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa e Todos Pela Educação

Dados
Algumas pesquisas indicam que cerca de 54% dos pais e responsáveis acreditam que as crianças e os jovens estão motivados, mesmo frente à pandemia do novo coronavírus. No entanto, 70% dos estudantes dizem que estão estressados e ansiosos. Esses números foram obtidos em duas pesquisas – uma coletada pela Fundação Lemann com mais de mil pais ou responsáveis e outra do Conjuve, em parceria com Em Movimento, Fundação Roberto Marinho, Mapa Educação, Porvir, Rede Conhecimento Social, Unesco e Visão Mundial.

Grande parte do esforço de motivação desses alunos pode ser atribuída ao trabalho dos profissionais da educação: a rotina de sete em cada dez professores, das redes pública e privada, mudou muito ou totalmente com a crise sanitária, mas, apesar de tantas transformações, pelo menos 60% deles estão aproveitando para se aprimorar e fazer cursos. Esses últimos dados são da pesquisa do Instituto Península, intitulado “Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here